COMPLICAÇÕES PULMONARES DECORRENTES DA RADIOTERAPIA PARA CÂNCER DE MAMA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Diego de Sousa Dantas, Diego neves Araújo, Railda Shelsea Taveira Rocha do Nascimento

Resumo


O câncer de mama é o tipo de neoplasia mais freqüente entre as mulheres. Dentre os tratamentos, destaca-se a radioterapia que visa o controle de recidivas locais e a promoção de uma sobrevida livre de doença. Contudo, decorrente da irradiação outros órgãos torácicos podem ser comprometidos desencadeando vários efeitos colaterais agudos e tardios. Esse estudo teve por objetivo a partir de uma revisão sistemática, identificar as complicações pulmonares decorrentes da radioterapia adjuvante em mulheres com câncer de mama descritas na literatura. Para levantamento bibliográfico foram consultadas as bases de dados: LILACS, MEDLINE, PUBMED, SciELO e Science Direct. Os principais descritores utilizados foram Pulmonary complications, radiotherapy e breast cancer. Foram incluídos estudos prospectivos e ensaios clínicos randomizados ou não, e excluídos artigos de revisão e relato de caso. Os estudos relatam redução gradual significativa dos volumes e capacidades pulmonares, aumento na densidade pulmonar ao longo de todo o pulmão ipsilateral à irradiação, considerável ocorrência de pneumonite clínica, alterações radiológicas e na densidade pulmonar relacionadas com a radiação. Após esta revisão pôde-se observar que os estudos existentes na literatura apontam que a radioterapia adjuvante em pacientes com câncer de mama, determina efeitos nocivos ao tecido pulmonar, provocando diminuição de volumes e capacidades, induzindo quadros de pneumonite e fibrose pulmonar.

Palavras-chave


Complicações pulmonares; Radioterapia; Câncer de mama

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rbcs.vol8n26.1105