A PROMOÇÃO DA SAÚDE NA PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS FORMANDOS NOS CURSOS DO SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNICENTRO-PR

Veronica Volski, Silvano da Silva Coutinho, Tatiane Bonametti Veiga, Maraiza Alves Freitas, Maria José Bistafa Pareira

Resumo


Introdução: O termo promoção da saúde tem sido alvo de diversos debates em pesquisas e no contexto da saúde pública, sendo, muitas vezes, interpretado como sinônimo de prevenção de doenças. Objetivos: O presente estudo busca analisar a percepção de acadêmicos acerca da promoção da saúde e, também, se estes vislumbram a contribuição da sua futura área de atuação profissional na promoção da saúde das pessoas. Materiais e métodos: Os sujeitos são acadêmicos do último ano nos cursos de graduação em Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Nutrição. Os acadêmicos responderam a duas questões norteadoras de uma entrevista semi-estruturada, sendo os dados organizados por meio de Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Os discursos evidenciam aspectos relacionados à educação em saúde e à prevenção de doenças, à ênfase das respostas nas especificidades de cada área de atuação e o foco restrito dado pelos futuros profissionais sobre o conceito de promoção da saúde. Conclusões: Ficou evidente que é necessário realizar novas discussões sobre promoção da saúde, envolvendo diferentes áreas profissionais que atuam em saúde pública, procurando fazer com que os serviços de saúde coadunem com as políticas públicas de saúde vigentes.

Palavras-chave


Ciências da Saúde, Promoção da Saúde, Profissionais da Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rbcs.vol9n29.1276