NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE A PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIO FÍSICO

luiz eduardo costa teixiera

Resumo


Introdução: A equipe multiprofissional para o tratamento do diabetes deve ser formada com a maioria dos profissionais da saúde, incluindo o professor de educação física (PEF), único profissional habilitado a prescrever exercício físico (EF). Objetivo: Avaliar o nível de conhecimento do PEF sobre a prescrição de EF para diabéticos. Material e Métodos: Estudo descritivo e transversal realizado em 41 academias de ginástica cadastradas no Conselho Regional de Educação Física (CREF). Foram entrevistados 75 PEF cadastrados no CREF, onde 27 aceitaram participar do estudo e assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Foi utilizado um questionário estruturado com perguntas abertas e fechadas elaborado pelos pesquisadores. O questionário foi entregue para os PEF pelo pesquisador, que ficou presente no preenchimento do mesmo. A análise estatística utilizada foi descritiva (distribuição de frequência). Resultados: Dos 27 PEF que responderam o questionário, 55% afirmam que já trabalharam ou trabalha com DM. Sobre os riscos, recomendações do EF, 63% e 66% respectivamente não souberam responder. Da realização da glicemia capilar antes e após uma sessão de EF, 77% responderam corretamente. Quanto ao nível ideal da glicemia capilar para iniciar com segurança o EF, 85% não souberam responder. Sobre o local de aplicação de insulina antes do EF, 63% não souberam indicar. Sobre o ajuste da dose de insulina antes do EF, 70% não acertaram. Para o pico de ação da insulina, 74% não souberam responder. Conclusão: O conhecimento dos profissionais de educação física, desta amostra, foi insuficiente para a prescrição e atuação com diabéticos.


Palavras-chave


Educação Física

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rbcs.vol9n29.1283