ABORDAGENS GRUPAIS EM SAÚDE COLETIVA: A VISÃO DE USUÁRIOS E DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM

Angela Maria de Camargo, Ana Paula Berberian Vieira da Silva, Lillian Daisy Gonçalves Wolff, Vania Muniz Nequer Soares, Claudia Giglio de Oliveira Gonçalves

Resumo


Introdução: As abordagens grupais tem recebido destaque na realidade brasileira como uma estratégia de assistência e educação em saúde. Objetivo: A pesquisa objetivou analisar abordagens grupais desenvolvidas na Saúde Coletiva a partir da visão de um grupo de usuários e de enfermeiros que compõem as equipes de Estratégia Saúde da Família. Materiais e Métodos: Pesquisa de campo exploratória, de abordagem qualitativa. Os sujeitos foram 33 usuários e 6 enfermeiros,  participantes de abordagens grupais. Entrevistas foram aplicadas aos sujeitos enfocando questões relativas às suas concepções em torno de tais  abordagens. Resultados: Os usuários participavam de grupos de hipertensos, diabéticos, gestantes e planejamento familiar e consideram que esses possibilitam a incorporação de hábitos, interação, troca de experiências, aquisição de conhecimento, prevenção de doenças, eliminação ou alívio de sintomas e melhora no condicionamento físico. Para os enfermeiros o trabalho em grupo objetiva orientar, informar e reconhecem a importância dos vínculos entre profissional e usuário. Conclusão: Atendimentos grupais foram avaliados positivamente pelos sujeitos por proporcionarem prevenção de doenças, promoção da saúde, da socialização e da qualidade de vida. Listen


Palavras-chave


Processos grupais; Saúde Coletiva; Cuidados de enfermagem; Usuário.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol10n31.1475

Indexadores: