ANÁLISE DAS RESPOSTAS AGUDAS DA FREQUÊNCIA CARDÍACA, PRESSÃO ARTERIAL E DUPLO PRODUTO NO TREINAMENTO RESISTIDO COM DIFERENTES EXERCÍCIOS E INTENSIDADES

Diogo Correia Cardozo, Marcelo Ricardo Cabral Dias

Resumo


Introdução: Alguns indicadores de estresse cardiovascular fornecem importantes informações para monitorar o esforço durante a prática de ER. Contudo, não existe um consenso com relação ao tipo de exercício e intensidade de um mesmo grupo muscular. Objetivo: Analisar as respostas da frequência cardíaca, pressão arterial e do duplo produto em diferentes intensidades de exercício resistido uni e multiarticular. Materiais e Métodos: Foram recrutados, 11 universitários normotensos, praticantes de treinamento resistido (22,2 ± 2,8 anos; 171,2 ± 9,4 cm; 68,0 ± 12,6 kg; 23,0 ± 2,4 kg/m2), que realizaram três séries com 60 e 80% de uma repetição máxima nos exercícios de voador e supino horizontal até a falha concêntrica. A pressão arterial e a frequência cardíaca (FC) foram obtidas: a) em repouso e b) imediatamente após cada série dos exercícios. Resultados: os resultados indicam que o tipo de exercício não influencia nas respostas cardiovasculares. Entretanto, com relação a intensidade somente foi verificado diferença estatística para o exercício voador na intensidade de 60% de 1-RM com maiores valores encontrados quando comparado a intensidade de 80%. Conclusões: Os resultados do presente estudo indicam que o tipo de exercício realizado (uni ou multiarticular) não influencia nas respostas cardiovasculares agudas ao esforço em jovens normotensos. Contudo, com relação à intensidade do exercício foi observado apenas para o exercício uniarticular voador um maior estresse cardiovascular. Fato este que pode ser considerado para prescrição de grupos especiais.

Palavras-chave: treinamento de resistência, Pressão arterial, Frequência cardíaca.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol12n40.2043

Indexadores: