UM ESTUDO SOBRE AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE SAÚDE EM UMA COMUNIDADE RURAL DE MATO GROSSO DO SUL

Fabiana Regina da Silva Grossi

Resumo


Introdução: O morador do meio rural necessita de um corpo forte para trabalhar. As condições objetivas de vida determinam as representações sociais de saúde. Objetivos: Percebeu-se a necessidade de analisar as representações sociais de saúde no meio rural em um município de Mato Grosso do Sul, por se tratar de um número considerável de pessoas morando nessa região e com características específicas. Materiais e métodos: A pesquisa utilizou o método qualitativo e foi realizada em uma sala, definida previamente, da ESF Rural e reservada para tal fim, em um município de Mato Grosso do Sul. O instrumento utilizado para a realização da pesquisa foi entrevista semiestruturada, com questões que pudessem remeter às representações sociais dos usuários da ESF com relação à saúde, além de itens referentes a dados sociodemográficos. A coleta de dados foi realizada com 15 mulheres e 4 homens. Os participantesdo sexo masculino e feminino tinham idade entre 20 e 40 anos. O material foi lido para identificar os temas que surgiram em cada questão. As categorias, que foram assinaladas como temas, surgiram a partir das verbalizações dos sujeitos participantes dessa pesquisa. Resultados: As categorias referentesàs representações sociais de saúde apareceram como “tudo”, “bem-estar” e “não sentir dor”, associadas à alimentação, de forma dicotômica e associadas a um corpo forte para trabalhar. Conclusão: Ao se ter conhecimento do que é pensado, nota-se uma facilidade em alcançar resultados a partir de alguma proposta de trabalho em comunidades rurais, além do conhecimento social e econômico da população pesquisada.


Palavras-chave


Psicologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol12n42.2303

Indexadores: