AS CONTRIBUIÇÕES DAS PRODUÇÕES CIENTÍFICAS NA TEMÁTICA “ENFERMAGEM E MEIO AMBIENTE”: UMA REVISÃO NARRATIVA

Roger Rodrigues Peres, Silviamar Camponogara, Sabrina Gonçalves Aguiar Soares, Paola da Silva Diaz

Resumo


Introdução: A sociedade vivencia uma crise ambiental que afeta diretamente a vida humana, exigindo,assim, que a enfermagem desperte para a relação existente entre saúde e meio ambiente, para enfrentaras novas demandas desse cenário ambientalmente conturbado. Objetivo: Descrever as contribuições dasproduções científicas sobre a temática “enfermagem e meio ambiente”. Materiais e métodos: Estudoqualitativo, descritivo, caracterizado como revisão narrativa da literatura. As bases de dados pesquisadasforam o Banco de Dados de Enfermagem (BDENF), a Literatura Latino-Americana e do Caribe emCiências da Saúde (LILACS) e a Medical Literature Analysis and Retrieval System On-line.(Medline).Foram utilizados os descritores “enfermagem”, “educação ambiental”, “meio ambiente”, “ecologia”, “saúdeambiental” e “desenvolvimento sustentável”. A pesquisa foi realizada no mês de agosto de 2013 e nãoteve recorte temporal. Resultados: Os artigos que compõem o corpus de análise evidenciam concepçõesfrágeis sobre meio ambiente e saúde ambiental. Demonstram, também, preocupação com a falta deconhecimento dos profissionais da saúde sobre resíduos dos serviços de saúde e seu gerenciamento, alémde dificuldades do trabalho multiprofissional com relação ao tema. Diferentes investigações apontam anecessidade de uma abordagem mais efetiva na formação profissional sobre questões ambientais em buscade uma consciência ética e ambientalmente responsável. Conclusões: Faz-se necessário a realização denovas pesquisas que fortifiquem o conhecimento da enfermagem na temática socioambiental, explorandonovas concepções e práticas presentes no trabalho do enfermeiro, tendo em vista a importância do temapara a formação de profissionais ambientalmente responsáveis e, consequentemente, uma realidade maissaudável.

Palavras-chave


Enfermagem; meio ambiente; saúde ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/ras.vol13n44.2458