Níveis de ansiedade competitiva em jogadores de voleibol do interior do Paraná

Veronica Volski, Sivano da Silva Coutinho, Sheila Aparecida de Souza

Resumo


Introdução: A ansiedade é um estado que se caracteriza por sensações de risco impendente, associada a uma atitude de espera, e que provoca uma inquietação mais ou menos profunda na personalidade do indivíduo, em diversos momentos na vida e em diversos níveis, podendo ser prejudicial ou benéfica. No esporte, a ansiedade em excesso pode ser considerada um fator negativo. Objetivos: Avaliar os níveis de ansiedade-traço e ansiedade-estado de jogadores de voleibol das categorias infantil e infanto-juvenil de Guarapuava, bem como comparar tais níveis entre os sexos e as categorias. Materiais e métodos: A amostra foi composta por 34 sujeitos do sexo masculino e feminino com idade entre 13 e 16 anos. Os instrumentos das coletas de dados foram o questionário Sport Competition Anxiety Test (SCAT) e o questionário Competitive State Anxiety Inventory-2 (CSAI-2). Resultados: Os resultados encontrados foram de níveis médios de ansiedade-traço em todas as categorias. A ansiedade-estado cognitiva apresentou valores baixos para a categoria infantil masculino e infanto-juvenil, porém níveis elevados para a categoria infantil feminino. Para a ansiedade-estado somática, os valores foram todos baixos e, para o fator autoconfiança,foram todos elevados, em todas as categorias. Conclusões: A partir dos resultados encontrados, pode-se concluir que não há diferenças significativas nos níveis de ansiedade se comparados entre os gêneros, ainda que todas as categorias apresentassem níveis baixos para ansiedade cognitiva. Isso mostra que os atletas se mostraram seguros com a competição.

Palavras-chave


Educação Física

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol13n43.2468

Indexadores: