AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DA FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL POR MÉDICOS DERMATOLOGISTAS E CIRURGIÕES PLÁSTICOS DA FRONTEIRA OESTE – RS

Fernanda Vargas Ferreira, Lenise Romero Kipper

Resumo


Introdução: Atualmente, tende a haver uma integração das especialidades da medicina e da fisioterapia,o que favorece os cuidados ao paciente. Objetivo: Verificar o nível de conhecimento, frequência e causasde encaminhamento à fisioterapia dermato-funcional pelos médicos dermatologistas e cirurgiões plásticosalocados na Fronteira Oeste, Rio Grande do Sul. Materiais e Métodos: Estudo transversal, descritivo ede abordagem quantitativa, realizado com médicos das especialidades dermatologia e cirurgia plástica pormeio de um questionário adaptado. Resultados: Dos 13 médicos, a maioria do sexo masculino, faixaetária 51 ± 11 anos, atuantes nas áreas há 20 anos, 11 (84%) relataram conhecer essa área da fisioterapia,7 (53,8%) entrevistados encaminham seus pacientes. As principais indicações foram fibroedema geloide,edema e pós-operatório. Ressalta-se que a maioria dos encaminhamentos ocorre após algum procedimentoestético/cirúrgico, 6 (46,1%) tendem a discutir com o fisioterapeuta o caso clínico e 8 (61,5%) orientamo fisioterapeuta através de guias, pelo diálogo e diretamente ao paciente. Conclusão: Tais achadospodem sinalizar que a fisioterapia ainda é considerada apenas sob o prisma da reabilitação, sem maioresconhecimentos acerca da atuação fisioterapêutica dermato-funcional no pré e pós-operatório. Ainda, fazsenecessária uma maior divulgação da área e maior número de profissionais especializados, seguindo oprincípio da interdisciplinaridade, para um maior diálogo entre os profissionais.


Palavras-chave


Fisioterapia; conhecimento; dermatologia; estética

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/ras.vol13n44.2565