Influência da estimulação elétrica neuromuscular e cinesioterapia na amplitude de movimento de punho de indivíduos hemiparéticos

Juliana de Oliveira Souza, Suelen de Almeida Silva, Priscila de Oliveira Januário, Ariela Torres Cruz

Resumo


Introdução: O acidente vascular encefálico (AVE) é considerado o principal comprometimento neurológicoque causa incapacidade funcional em adultos. A hemiparesia é uma disfunção motora comum entre osindivíduos que sofreram AVE. Estimulação Elétrica Neuromuscular (EENM) e cinesioterapia são recursosusados no tratamento desses indivíduos. Objetivos: Verificar a influência da EENM associada ou não àcinesioterapia na amplitude de movimento (ADM) de flexão e extensão ativa de punho em pacientes comsequela de AVE. Materiais e métodos: 18 pacientes foram divididos em dois grupos: um grupo foi tratadocom a EENM e o outro com EENM associada à cinesioterapia, ambos submetidos a 16 atendimentos,sendo avaliados antes, no fim do tratamento e após um e três meses do término do tratamento. Resultados:Houve um aumento na ADM de flexão e extensão de punho em ambos os grupos, com manutenção trêsmeses após o término do tratamento. Porém, constatou-se que, para o aumento da ADM de extensão, otratamento pela EENM associada à cinesioterapia foi mais eficaz quando comparado à utilização da EENMde forma isolada. Conclusões: Os tratamentos propostos foram capazes de proporcionar o aumento daADM de flexão e extensão de punho da população estudada, no entanto, o tratamento pela EENMassociada à cinesioterapia se mostrou mais eficaz para o aumento da ADM de extensão.


Palavras-chave


Acidente vascular encefálico; hemiparesia; estimulação elétrica; cinesioterapia; goniometria articular.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/ras.vol13n46.3044

Indexadores: