Atuação do enfermeiro com pacientes com diabetes mellitus na melhoria da qualidade de vida

Josilene Araujo Rodrigues, Francimara de Jesus Sousa Lima, Ariane Gomes dos Santos

Resumo


Objetivo: Analisar as condições que afetam a qualidade de vida de pacientes com diabetes mellitusconforme suas limitações. Materiais e métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, a coletade dados foi realizada no período de fevereiro a agosto de 2014. Utilizou-se os descritores qualidade devida, diabetes mellitus e enfermagem. A amostra final constituiu-se por 7 (sete) artigos pertencentes àsbases de dados LILACS, BENDENF e MEDLINE, com recorte temporal entre os anos 2009 a 2014. Aanálise e discussão dos dados procederam-se de forma descritiva. Resultados: Os conteúdos dos artigosselecionados foram agrupados em três categorias analíticas: “fatores e aspectos associados ao diabetes queinterferem na qualidade de vida”, “dificuldades de adesão ao tratamento” e “conhecimentos da enfermagemsobre ações desenvolvidas no atendimento dos pacientes diabéticos”. O estudo evidenciou que muitaspessoas diabéticas não possuem conhecimento sobre a cronicidade e as inúmeras situações impostaspela doença, há dificuldades de adesão aos elementos que fazem parte da terapêutica: o tratamentomedicamentoso, exercício físico e plano alimentar. Estudos mostraram, ainda, que os enfermeiros possuemcompetência interpessoal, conhecimento, habilidade e capacidade para interagir com o paciente, aceitandoseus problemas, crenças e desejos. Considerações finais: Para que sejam atendidas as expectativas emrelação ao tratamento, controle da doença e uma qualidade de vida digna aos portadores de diabetes, osenfermeiros têm a missão de desenvolver estratégias que convençam o paciente a aderir ao tratamento, amudar seu estilo de vida, conscientizá-los sobre a patologia, e desenvolver o autocuidado.


Palavras-chave


Qualidade de vida; diabetes mellitus; enfermagem.

Texto completo:

PDF

Referências


Grossi AS; Pascali PM. Cuidados de enfermagem em diabetes melittus. Sociedade Brasileira de Diabetes. Departamento de Enfermagem da Sociedade Brasileira de Diabetes. São Paulo, [Internet]. 2009. [citado em 14 mar. 2014] Disponível em: < http://www.diabetes.org.br/attachments/1118_1324_manual_enfermagem.pdf >.

Brasil. Ministério da Saúde. Brasil produzirá insulina humana a partir de 2016. Brasília: Ministério da Saúde; 2013.

Novato TS, Grossi SAA. Fatores associados à qualidade de vida de jovens com diabetes mellitus do tipo 1. Rev Esc Enferm. 2011;45(3):770-6.

Almeida MAB, Gutierrez GL, Marques R. Qualidade de vida: definição, conceitos e interfaces com outras áreas, de pesquisa. In: Almeida MAB, Gutierrez GL, Marques R. Qualidade de vida: uma área de conhecimento em processo de definição. São Paulo: Escola de Artes, Ciências e Humanidades; 2012. p.15-17.

Tavares DMS, Côrtes RM, Dias FA. Qualidade de vida e comorbidades entre os idosos diabéticos. Rev Enferm. 2010;18(1):97- 103.

Coelho MO, Jorge MSB, Araújo MEO. Acesso por meio do acolhimento na atenção básica à saúde. Rev Saúde Pública. 2009;33(3):440-52.

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. 2010;8(1):102-6.

Faria HTG, Rodrigues FFL, Zanetti ML, Araújo MFM, Damasceno MMC. Fatores associados à adesão ao tratamento de pacientes com diabetes mellitus. Acta Paulist Enferm. 2013;26(3):231-7.

Cardoso GM, Valoes LMA, Almeida OAE, Ferrari CKB. Qualidade de vida na percepção da gravidade da doença em portadores de diabetes mellitus. Enfermagem em Foco. 2012; 3(3):143-6.

Alves TOS, Souza SA, Souza ECS, Gois CFL, Guimarães AMDN, Mattos MCT. Health-related quality of life of people with diabetes mellitus. Rev Mineira Enferm. 2013; 17(1):135-40.

Tavares DMS, Côrtes RM, Dias FA. Qualidade de vida de idosos com diabetes mellitus. Ciência Cuidado e Saúde. 2011;10(2):290-7.

Santos E A, Tavares DMS, Rodrigues LR, Dias FA, Ferreira PCS. Morbidades e qualidade de vida de idosos com diabetes mellitus residentes nas zonas rural e urbana. Rev Esc Enferm. 2013;47(2):393-400.

Santos I, Guerra RG, Silva L A. Características individuais e clínicas de pessoas idosas com diabetes: investigação temática em oficina sociopoética. Rev Enferm. 2013; 21(1):34-40.

Morais GFC, Soares MJGO, Costa MML, Santos IBC. O diabético diante do tratamento, fatores de risco e complicações crônicas. Rev Enferm. 2009;17(2):240-5.

Ferreira LE, Zanatta EA, Brum MLB, Nothaft SC, Motta MGC. Diabetes mellitus sob a ótica do adolescente. Cogitare Enferm. 2013;18(1):71-7.

Braz JM, Silva MR, Gois CFL, Braz TM, Santos V, Silva LASM. Sintomas depressivos e adesão ao tratamento entre pessoas com diabetes mellitus tipo 2. Rev Rede Enferm Nordeste. 2012;13(5):1092-9.

Lessmann JC, Silva DMGV, Nassar SM. Mulheres com Diabetes mellitus tipo 2: perfil sociodemográfico, biométrico e de saúde. Acta Paulist Enferm. 2012;25(1):81-6.

Torres HC, Souza ER, Lima MHM, Bodstein RC. Intervenção educativa para o autocuidado de indivíduos com diabetes mellitus. Acta Paulist Enferm. 2011; 24(4):514-9.

Souza ECS, Souza AS, Alves TOS, Gois CFL, Guimarães AMDN, Mattos MCT et al. Avaliação da qualidade de vida de portadores de diabetes utilizando a medida específica B-PAID. Revista Mineira Enferm. 2012;16(4): 509-14.

Meirelles ECD; Gomes PC. Compreendendo, sob a ótica do portador de diabetes, usuário do SUS o significado da alimentação no controle de sua doença. São Paulo: [trabalho de conclusão de curso]. Faculdade Santa Marcelina, 2011.

Borba AKOT, Marques APO, Leal MCC, Ramos RSPS. Práticas educativas em diabetes Mellitus: revisão integrativa da literatura. Rev Gaúcha de Enferm. 2012; 33(1):169-76.

Ferreira DSP, Daher DV, Teixeira ER, Rocha IJ. Repercussão emocional diante do diagnóstico de diabetes mellitus tipo 2. Rev Enferm. 2013; 21(1):41-6.

Soares D A, Sadigursky D, Soares, I. Competência interpessoal no cuidado de pessoas com diabetes: percepção de enfermeiros. Rev Brasileira Enferm. 2011;64(4):677-83.

Rodrigues FFL, Santos MA, Teixeira CRS, Gonela JT, Zanetti ML. Relação entre conhecimento, atitude, escolaridade e tempo de doença em indivíduos com diabetes mellitus. Acta Paulist Enferm. 2012; 25(2):284-90.

Kebian LVA, Acioli S. Visita domiciliar: espaço de práticas de cuidado do enfermeiro e do agente comunitário de saúde. Rev enferm. 2011; 19(3):403-9.

Marinho NB, Vasconcelos HC, Alves, Alencar AMPG, Almeida PC, Damasceno MMC. Risco para diabetes mellitus tipo 2 e fatores associados. Acta Paulist Enferm. 2013;26(6):569-74.

Sousa LB. Práticas de educação em saúde no Brasil: a atuação da enfermagem. Rev Enferm. 2010;18(1):55-60.

Araújo YB, Collet N, Moura FM, Nóbrega RD. Conhecimento da família acerca da condição crônica na infância. Texto & Contexto Enferm. 2009;18(3):498-505.




DOI: https://doi.org/10.13037/ras.vol13n46.3102

Indexadores: