ATUAÇÃO DE ENFERMAGEM DIANTE DA FERIDA CIRÚRGICA INFECTADA NURSING'S ROLE FACE TO SURGICAL WOUND

Cláudia Regina Rivitti Carvalho

Resumo


Este trabalho buscou caracterizar feridas cirúrgicas infectadas, bem como as intervenções e o papel da enfermagem.

Trata-se de um estudo bibliográfico, dos últimos dez anos, mediante pesquisa em biblioteca e bancos de

dados, no período de março a junho de 2008. Os resultados evidenciaram que, quando há uma ferida cirúrgica,

o risco de infecção é de 80% nos casos, e, ademais, os fatores que levam à mesma são os seguintes: idade

avançada, debilidade, anemia, choque, obesidade, doenças predisponentes e manipulação geral no momento da

cirurgia. Observou-se, ainda, que existe uma grande dificuldade dos profissionais de enfermagem em conhecer

uma ferida cirúrgica infectada, bem como ter adequada atuação diante da mesma.


Palavras-chave


ferida cirúrgica, enfermagem, infecção.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rbcs.vol6n18.349