PROMOÇÃO DA SAÚDE E INIQÜIDADES EM SAÚDE NA AMÉRICA LATINA: UM DIÁLOGO COM AS CARTAS DAS CONFERÊNCIAS DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DE BOGOTÁ E BANGKOK HEALTH PROMOTION AND HEALTH INQUITIES IN LATIN AMERICA: A DIALOGUE WITH THE LETTERS OF CONFERENCES ON HEALTH PRO

Pauliana de Carvalho Noronha, Eduardo Sodré de Souza

Resumo


Com o objetivo de dialogar sobre a promoção da saúde e iniqüidades em saúde com as cartas das conferências
internacionais de promoção da saúde de Bogotá (1999) e de Bangkok (2005), escolheu-se a região da América
Latina, onde as desigualdades, além da deterioração das condições de vida de grande parcela da população,
com aumento de riscos para a saúde e redução de recursos para enfrentá-los, são mais acentuadas. A metodologia
utilizada consistiu em uma revisão da literatura da base de dados da Lilacs. A promoção da saúde representa,
para os países latino-americanos, uma importante estratégia para se alcançar a promoção da eqüidade em
saúde. Implementar essa estratégia pressupõe um grande desafio: a mudança desse cenário ou das relações
socialmente excludentes, por meio da conciliação dos interesses econômicos com os propósitos sociais de
bem-estar para todos e, também, do trabalho em prol da solidariedade e da eqüidade social, condições indispensáveis
para a saúde e o desenvolvimento.

Palavras-chave


América Latina, Carta da Conferência de Promoção da Saúde de Bogotá, Carta da Conferência de Promoção da Saúde de Bangkok, promoção da saúde, eqüidade social, eqüidade em saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol6n16.381

Indexadores: