ANÁLISE DAS RESERVAS DE GLICOGÊNIO MUSCULAR DE RATOS TRATADOS COM TAURINA PÓS-IMOBILIZAÇÃO ARTICULAR ANALYSIS OF THE RATS MUSCULAR GLYCOGEN CONTENT TREATED WITH TAURINE AFTER JOINT IMMOBILIZATION

Gabriel Delfino Borges, Paula Lima Bosi, João Luiz Quagliotti Durigan, Karina Maria Cancelliero, Rommel Padovani Branquinho, Franciléia Gideone de Barros Ferraz, Carlos Alberto da Silva

Resumo


O objetivo deste trabalho foi investigar o conteúdo de glicogênio da musculatura posterior de ratos submetidos
à imobilização articular e ao efeito da suplementação com taurina sobre músculos durante a fase de recuperação
pós-imobilização (sete dias após a desmobilização). Para isso, foram utilizados ratos divididos em quatro
grupos (n=6): controle (C), imobilizado (I), desmobilização sete dias (D7) e desmobilização suplementado
com taurina (D+TAU). As reservas de glicogênio foram avaliadas nos músculos sóleo (S), gastrocnêmio branco
(GB), gastrocnêmio vermelho (GV), extensor longo dos dedos (ELD) e tibial anterior (TA), pelo método do
fenol sulfúrico. A análise estatística foi realizada pelo teste de Kolmogorov-Smirnov e pelo critério de Barlett,
seguido pela Anova (análise de variância) e pelo teste de Tukey (p<0,05). Com relação aos resultados, no grupo
I, em comparação ao C, houve redução de 31,6% no S, 56,6% no GB, 39% no GV, 41,7% no EDL, 45,2% no TA
e uma redução no peso muscular do S (34%). No grupo D7, também houve redução quando comparado ao C,
sendo de 50% no S, 19,6% no GB, 26,8% no GV, 25% no EDL e 19,3% no TA. Ao se comparar o grupo I com
o grupo D7, observou-se um aumento nas RG no grupo D7, nos músculos GB (85%) e GV (20%). Quanto ao
peso muscular, o S mostrou aumento (11,6%). Já no grupo D+TAU, houve melhora de 63,1% no S, 10,9% no
GB, 30% no GV e 11,1% no EDL. Com relação ao peso muscular, no músculo S houve um aumento de 90,7%.
Estes resultados sugerem que a suplementação com taurina pode interferir nas alterações metabólicas
desencadeadas pela imobilização, mantendo os músculos em melhores condições para a reabilitação muscular.

Palavras-chave


Imobilização, Taurina, Músculo Esquelético.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol6n15.533

Indexadores: