LEUCEMIA E GASTOS HOSPITALARES: UMA ANÁLISE DO IMPACTO ECONÔMICO PARA O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE DE MONTES CLAROS, MG

João Víctor Cordeiro Rodrigues, Adelhane Martins Sanches, Amanda Teixeira Duque de Oliveira, Leander de Almeida Ribeiro, Rosa Maria Ruas Paraíso, Dorothéa Schimidt França

Resumo


Introdução: A leucemia, proliferação neoplásica generalizada ou acúmulo de células hematopoiéticas, que há ou não envolvimento do sangue periférico, é um câncer complexo, cujo tratamento objetiva destruir as células leucêmicas visando à produção de células normais pela medula óssea, o que é dispendioso para o Sistema Único de Saúde (SUS). Objetivo: Analisar os impactos econômicos que a leucemia demanda para o SUS em Montes Claros, MG, no período de janeiro de 2010 a janeiro de 2018, considerando o sexo masculino e feminino e as diferentes faixas etárias. Metodologia: Pesquisa descritiva, sistemática, longitudinal e quantitativa. Dados coletados referentes a janeiro de 2010 a janeiro de 2018, sobre gastos públicos com procedimentos hospitalares relacionados à leucemia, na plataforma DATASUS. Amostra composta pela população do município de Montes Claros – MG acometida pela neoplasia e que geraram algum gasto hospitalar. Indivíduos de ambos os sexos acometidos pela afecção e de todas as idades foram incluídos. Não houve critérios de exclusão. Resultados: Os gastos hospitalares com leucemia em Montes Claros foram variáveis, não apresentando um padrão que acompanha o número total de internações no período, o que denota a individualidade de cada paciente. Considerando o sexo, os homens foram mais dispendiosos e, com relação à faixa etária, sem distinção de sexo, os indivíduos de 0 a 19 anos. Conclusão: A leucemia demanda muita atenção e investimento por parte do Sistema Único de Saúde, em que a busca por um tratamento eficaz que englobe a individualidade de cada paciente gera grandes impactos econômicos para o SUS.


Palavras-chave


Medicina

Texto completo:

PDF

Referências


Henry, J.B. Diagnósticos Clínicos e Tratamento por Métodos Laboratoriais. 2 ed. São Paulo: Manole, 1999.

Epstein, JB; Stevenson, Moore P. Periodontal disease and periodontal management in patients with cancer. Oral Oncology, v.37, n.8, p. 613-619, 2001.

Robbins, S.L. et al. Patologia Estrutural e Funcional. 5 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.

Instituto Nacional de Câncer José Alenca Gomes da Silva. Tratamento da leucemia. Montes Claros: 2018. Disponível em: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/leucemia/tratamento Acesso: 24 set. 2018.

Costa, Juliana Cardeal da; Lima, Regina Aparecida Garcia de. Crianças/adolescentes em quimioterapia ambulatorial: implicações para a enfermagem. Revista latinoamericana de enfermagem, v. 10, n. 3, p. 321-333, 2002.

Campregher, Paulo Vidal; Mattos, Vinicius Renan Pinto de; Salvino, Marco Aurélio; Santos, Fabio Pires de Souza; Hamerschlak, Nelson. Tratamento bem-sucedido de leucemia mieloide aguda recorrente após transplante com duplicação interna em tandem FLT3 usando combinação de indução por quimioterapia, infusão de linfócitos de doador, soferanib e azacitidina. Relato de três casos. Einstein, v.15, n.3, página 355-358, 2017.

Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea. Transplante de medula óssea. Montes Claros: 2018. Disponível em: http://redome.inca.gov.br/paciente/transplante-de-medula-ossea/ Acesso em: 24 mar. 2018.

Instituto Nacional de Câncer – INCA. Incidência. Montes Claros: 2018. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/wcm/incidencia/2017/pdf/incidencia.pdf. Acesso em: 02 out. 2018.

Pedrosa, Francisco; Lins, Mecneide. Leucemia Linfoide Aguda: uma doença curável. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v.2, n.1, p.63-68, 2002.

Gabe, Cristina; Almeida, Denise R.; Siqueira, Luciano O. Avaliação de eventos infecciosos oportunistas em crianças portadoras de leucemias. Revista Brasileira Hematologia e Hemoterapia,v.31, n.2, p. 74-79, 2009.

Camelo, Rita Meira Soares. Tratamento de Leucemia Mieloide Aguda no Idoso. Instituto Ciências Biomédicas Abel Salazar- Universidade do Porto. Porto, 2014.

Kohlsdorf, Marina; Junior, Áderson Luiz Costa. Cuidadores de crianças com leucemia: exigências do tratamento e aprendizagem de novos comportamentos. Universidade de Brasília. Estudos de Psicologia, v. 16, n.3, p.227-234, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.13037/ras.vol17n59.5753