IDOSOS EM INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA E RELAÇÕES FAMILIARES

Fernanda Monteiro Cataneo, Tuane Maiara Cardozo, arlene laurenti monterrosa ayala

Resumo


 

Introdução: As condições de vida do idoso em instituições de longa permanência tem sido objeto de pesquisas visto à falta de suporte, sobretudo de natureza afetiva e de apoio familiar. Objetivo: Este estudo teve por objetivo conhecer as características socioeconômicas e de proximidade familiar dos idosos que vivem em uma instituição de longa permanência localizada em Joinville, Santa Catarina. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo descritivo de caráter exploratório que foi realizado com dez idosos. Os dados foram coletados por meio de um questionário semiestruturado. As variáveis investigadas consideraram as características socioeconômicas, aspectos relacionados à saúde, à família e a instituição de longa permanência. Resultados: A idade dos idosos variou entre 66 a mais de 80 anos. A maioria era do sexo masculino, possuía ensino médio completo e referiu  problemas de saúde. O tempo de institucionalização dos idosos variou de 4 meses a 10 anos e motivo mais frequente para a institucionalização foi a dependência física. Mais da metade dos entrevistados tiveram resposta positivas sobre gostar de estar na Instituição de Longa Permanência. Conclusões: A institucionalização do idoso pode ser geradora de sofrimento, mas também pode constituir-se um ambiente de conformação de vínculos afetivos. O idoso atribui considerável importância aos cuidados, o que impõe aos profissionais uma atenção que abranja os vários aspectos da vida da pessoa envelhecida. Em razão do envelhecimento populacional, seria desejável que fossem realizados estudos que aprofundassem a analise de outros fatores que poderiam estar contribuindo para qualidade de vida dos idosos institucionalizados.

 

 

 


Palavras-chave


Idoso. Instituição de Longa Permanência para Idosos. Relações Familiares.

Texto completo:

PDF

Referências


Melo JV, Santos ALM, Faria LR, Alves WA, Rezende AAA, Calábria L, Karen C. Perfil de saúde dos idosos atendidos nas unidades básicas de saúde da família (UBSF) em Ituiutaba, Minas Gerais. Rev. Aten. Saúde, 2017; 53: 66-75.

Flores, LPO. O envelhecimento da população brasileira. Redeca, 2015; 1:86-100.

World Health Organization. Organização Pan-Americana da Saúde. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Brasília; 2005.

BRASIL. Casa Civil. Lei nº 10741 de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências. Brasília, 2003. [citado mar 2018]. Disponível em: .

Martins EF, Guimarães, FP. Perfil dos idosos de uma instituição de longa permanência de uma cidade do interior de Minas Gerais. Rev. Bras. Ciências da Vida [Internet] Ago 2017 [citado mar 2018]; 5(2). ISSN 2525-

X. Disponível em: .

Martins, E. Constituição e significação de família para idosos institucionalizados: uma visão histórico-cultural do envelhecimento. Estudos e Pesquisas em Psicologia [Internet]. 2013 [citado mar 2018]; 13(1): 215-236. Disponível em: .

Bentes ACO, Pedroso JS, Maciel CAB. O idoso nas instituições de longa permanência: uma revisão bibliográfica. Aletheia [Internet]. Dez 2012 [citado set 2018]; (38-39): 196-205. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942012000200016&lng=pt.

Rissardo LK; Furlan MCR; Grandizolli G; Marcon SS; Carreira L. Concepção e sentimentos de idosos institucionalizados sobre família. Ciência, Cuidado e Saúde [Internet] 2011 [citado mar 2018];10(4): 682-689, 2011. Disponível em: .

Santos NO; Beuter M; Girardon-Perlini NMO; Paskulin LMG; Leite MT; Budó MLD. Percepção de trabalhadores de uma instituição de longa permanência para idosos acerca da família. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2014 [citado mar 2018]; 23(4): 971-978. Disponível em:.

Azeredo ZAS; Afonso MAN. Solidão na perspectiva do idoso. Rev. bras. geriatr. gerontol. [Internet]. 2016 Abr [citado set 2018]; 19(2): 313-324. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232016000200313&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/1809-98232016019.150085

Rabelo DF, Neri AL. Arranjos domiciliares, condições de saúde física e psicológica dos idosos e sua satisfação com as relações familiares. Rev. bras. geriatr. gerontol. [Internet]. 2015 Set [citado set 2018]; 18(3): 507-519. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000300507&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14120.

Brasil. ______. Conselho Nacional de Saúde. RESOLUÇÃO Nº 466, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012.Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União [da] República Federativa do

Brasil, 150(112), Seção 1, 2013. [Citado fev 2018] Disponível em:

.

IBGE/Diretoria de Pesquisas. Coordenação de População e Indicadores Sociais. Gerência de Estudos e Análises da Dinâmica demográfica. Projeção da população do Brasil e Unidades da Federação por sexo e idade para o período 2010-2060.

Alencar MA, Bruck NNS, Pereira BC, Câmara TMM, Almeida RDS. Perfil dos idosos residentes em uma instituição de longa permanência. Rev. bras. geriatr. gerontol. [Internet] 2012 Dez [citado set 2018]; 15(4): 785-796. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232012000400017&lng=en.

Souza ACC, Martins KA. Mudança do perfil de idosos de uma instituição de longa permanência nos últimos dez anos. Geriatr Gerontol Aging. [Internet] 2016 [citado set 2018]; 10(1):16-22. Disponível em: http://www.ggaging.com/details/68/pt-BR/change-in-the-profile-of-elderly-from-a-prolonged-stay-institution-in-the-last-ten-years.

Lima RMF, Amaral AKFJ, Aroucha EBL, Vasconcelos TMJ, Silva HJ, Cunha DA. Adaptações na mastigação, deglutição e fonoarticulação em idosos de instituição de longa permanência. Rev CEFAC. [Internet] 2009 [citado set 2018]; 11(3): 405-422. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v11s3/a17v11s3.pdf.

Castellar JI, Karnikowski MGO, Viana LG, Nóbrega OT. Estudo da Farmacoterapia Prescrita a Idosos em Instituição de Longa Permanência. Acta Med Port. 2007; 20: 97-105.

Rosa P, Glock L, Berlezi E, Rossato D, Rosa L. Perfil dos idosos residentes em instituições de longa permanência da região sul do país. RBCEH [Internet]. Ago 2012 [citado set 2018]; 8(1): 38-47. Disponível em: http://www.seer.upf.br/index.php/rbceh/article/view/870

Ferreira LL, Cochito TC, Caires F, Marcondes LP, Saad PC. Perfil sociodemográfico e funcional de idosos institucionalizados. Estud. Interdiscipl. Envelhec [Internet] 2012 [citado ago 2018]; 17(2):373-386. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/RevEnvelhecer/article/view/27641

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Censo Demográfico 2010 Resultados gerais da amostra. 2012.

Santiago LM, Luz LL, Mattos IE, Gobbens RJJ. Adaptação transcultural do instrumento Tilburg Frailty Indicator (TFI) para a população brasileira. Cad. Saúde Pública [Internet]. Set 2012 [citado set 2018]; 28(9): 1795-1801. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2012000900018&lng=en.

Cordeiro LM, Paulino JL, Bessa MEP, Borges CL, Leite SFP. Qualidade de vida do idoso fragilizado e institucionalizado. Acta paul. enferm. [Internet]. Ago 2015 [citado set 2018]; 28(4): 361-366. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002015000400012&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201500061.

Azevedo LM, Lima HHG, Oliveira KSA, Medeiros KFM, Gonçalves RG, Nunes VM, Piuvesam G. Perfil sociodemográfico e condições de saúde de idosos institucionalizados. Rev. Bras. Pesq. Saúde. [Internet] Jul-Set 2017 [citado set 2018]; 19(3): 16-23. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/RBPS/article/view/19560.

Pinheiro NCG, Holanda VCD, Melo LA, Medeiros AKB, Lima KC. Desigualdade no perfil dos idosos institucionalizados na cidade de Natal, Brasil. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. Nov. 2016 [citado set 2018]; 21(11): 3399-3405. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016001103399&lng=en. / http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320152111.19472015.

Ferretti F, Soccol BF, Albrecht DC, Ferraz L. Viver a velhice em ambiente institucionalizado. Estud. interdiscipl. envelhec. [Internet] 2014 [citado set 2018]; 19(2): 423-437. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/RevEnvelhecer/article/view/42378.

Batista AS, Araújo AB. Intimidade e mercado: o cuidado de idosos em instituições de longa permanência. 2011. Sociedade e Estado, 26(1): 175-195.

Brandão VC, Zatt GC. Percepção de idosos, moradores de uma instituição de longa permanência de um município do interior do Rio Grande do Sul, sobre qualidade de vida. Aletheia [Internet] Jan-Abr 2015 [citado set 2018]; 46:90-102. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942015000100008.

Figueiredo AEB, Silva RM, Vieira LJES, Mangas RMN, Sousa GS, Freitas JS et al. É possível superar ideações e tentativas de suicídio? Um estudo sobre idosos. Ciênc. saúde coletiva. [Internet] Jun 2015 [citado set 2018]; 20(6):1711-1719. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n6/1413-8123-csc-20-06-1711.pdf.

Evangelista RA, Bueno AA, Castro PA, Nascimento JN, Araújo NT, Aires GP. Percepções e vivências dos idosos residentes de uma instituição asilar. Rev. esc. enferm. USP [Internet]. Dez 2014 [citado set 2018]; 48(spe2): 81-86. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342014000800081&lng=en. / http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420140000800013.

Silva LM, Moreira MASP, Bezerra VP, Almeida SA, Brenna S, Silva AO. Representações sociais sobre solidão por idosos institucionalizados. J. res.: fundam. care. [Internet] Dez 2014 [citado set 2018] 6(supl.):1-9 Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/5057/505750772001.pdf.

Minayo MCS, Figueiredo AEB, Mangas RMN. O comportamento suicida de idosos institucionalizados: histórias de vida. Physis [Internet] Dez 2017 [citado set 2018]; 27(4): 981-1002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/physis/v27n4/0103-7331-physis-27-04-00981.pdf.




DOI: https://doi.org/10.13037/ras.vol17n60.5845

Indexadores: