AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR DE PRÉ-ESCOLARES PRESCHOOLERS FOOD CONSUMPTION EVALUATION

Rita Maria Monteiro Goulart, Elaine Martins Bento, Renata Lira, Valéria Regina Miranda

Resumo


Objetivo: Avaliar o consumo alimentar de crianças na faixa etária 2 a 6 anos frequentadoras de uma creche na cidade de São Paulo. Metodologia: Os dados foram coletados durante o período de setembro a outubro de 2001, adotando-se o método de pesagem direta dos alimentos durante 3 dias não consecutivos com uma amostra de 127 crianças de ambos os sexos. Para cálculo da adequação nutricional, utilizaram-se as médias de consumo de energia e proteínas comparadas com a recomendação da Organização Mundial da Saúde (1985), e os mimicronutrientes como : cálcio, ferro, vitamina A, vitamina C com a Dietary Reference Intakes (2000) e fibras através da American Academy of Pediatrics (1993). Resultados: O estudo revelou um percentual de adequação insuficiente de energia (40,9 - 50,6%) cálcio (17,1 - 34,8%), ferro (49,0 - 75,7%) e fibras (20,6 - 40,8%), com um consumo protéico (124,5 - 141,2%), vitamina A (66,2 - 226,1%) e vitamina C (376,8 - 1.170,6%), excedendo as recomendações. Apenas o grupo de 3 - 4 anos não atingiu as recomendações de vitamina A. Conclusão: As carências e os excessos dos nutrientes demonstram a necessidade de uma reformulação nos cardápios e padronização dos per capitas com uma educação nutricional contínua entre crianças, pais e educadores.

Palavras-chave


consumo alimentar, pré-escolar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rbcs.vol1n2.689