A cobertura jornalística do caso Mayara Amaral: reflexões sobre um feminicídio anunciado

Katarini Giroldo Miguel, Tainá Mendes Jara, Lynara Ojeda de Souza

Resumo


Trazemos para este trabalho uma discussão jurídica e conceitual da violência contra a mulher, atrelada à análise exploratória e comparativa da cobertura jornalística de um caso específico de feminicídio: da musicista campo-grandense Mayara Amaral, que colocou em debate o uso da tipificação, além da própria abordagem midiática. Selecionamos as notícias sobre o caso em veículos on-line de diferentes perfis editoriais: Campo Grande News, Folha de S.Paulo, El País Brasil e revista Veja, e constatamos pautas diretamente influenciadas pelas mobilizações sociais em rede, preocupadas em noticiar o crime, mas não em contextualizar suas motivações.

 


Palavras-chave


cobertura jornalística; feminicídio; violência contra a mulher

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/ci.vol19n40.5156

Indexadores de que a C&I faz parte:

 

 

Latindex

Latindex

 

ISSN 2178-0145