ENSINO DO PORTUGUÊS COMO SEGUNDA LÍNGUA PARA O ALUNO SURDO

GLEIDIS ROBERTA GUERRA

Resumo


Este trabalho propõe compreender, do ponto de vista linguístico, como se dá a aquisição da Língua Portuguesa escrita pelo aluno surdo e as dificuldades e evoluções apresentadas por alunos do Ensino Fundamental II em suas produções. Para isso, partimos da análise de produções escritas realizados por alunos surdos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental de uma Escola Especial em que a Língua Portuguesa atua e circula como segunda língua. A análise dos textos nos leva a considerar que a LIBRAS não só é uma língua como também possui estrutura e características próprias inerentes a ela.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rea-e.vol1n2.4366

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores de que a REAe faz parte: 

BBE: http://pergamum.inep.gov.br/pergamum/biblioteca/

CZ3 : http://ezb.uni-regensburg.de/

DIADORIN: diadorim.ibict.br/

Google Scholar: https://scholar.google.com.br/scholar

IRESIE: iresie.unam.mx/

LATINDEX:http://www.latindex.org/latindex/inicio

LiVre - http://livre.cnen.gov.br/Inicial.asp

SUMARIOS: https://sumarios.org

 

 

      

 

 

A REAe utiliza o software iThenticate para detecção e prevenção de plágio.