DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES DE ENSINO DE CITOLOGIA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIAS VISUAIS: AÇÕES DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA A PARTIR DA TEORIA DOS CONTEXTOS COMUNICACIONAIS

Estéfano Vizconde Veraszto, Nathália Elisa Ferreira Vicente

Resumo


Para se ter uma Educação Inclusiva, faz-se necessário que haja materiais específicos que auxiliem com alunos com deficiência visual, para seu pleno desenvolvimento escolar, explorando outros sentidos e no último caso, ampliando imagens e objetos que diminuam o esforço visual para alunos com baixa visão. Todavia, em uma perspectiva inclusiva, o material deve servir também para alunos videntes. E muitas vezes isso não tem ocorrido no contexto escolar, onde o ensino de ciências, de uma maneira geral, tem se pautados em princípios visuais, perpetuando assim práticas excludentes. Partindo desses princípios, este trabalho mostra o desenvolvimento de atividades de ensino de citologia para alunos do ensino médio. A metodologia que norteou o trabalho é a de reflexão-na-ação e a proposta foi elaborada buscando dialogar com a Teoria dos Contextos Comunicacionais. O resultado apresentado neste artigo pauta-se na concepção, elaboração e fundamentação de atividades inéditas, não pelo conteúdo específico, mas sim pela forma como foram desenvolvidas, embasadas em teoria específica da área de ensino de ciências para alunos com deficiência visual.

Texto completo: PDF


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .