O Comportamento de Descarte Seletivo do Lixo Domiciliar: Um estudo Exploratório para Selecionar Fatores de Influência da Adoção desse Comportamento.

Maria do Carmo Romeiro, Leandro Campi Prearo, Marcelle dos Santos Cordeiro

Resumo


Este estudo trata da estimação do comportamento de reciclagem, utilizando-se a dimensão “separação do lixo domiciliar”. A opção por tal dimensão comportamental deveu-se à importância desse fator enquanto gerador de impactos ao meio ambiente, bem como à possibilidade de ela ser um primeiro elo para o comportamento de reciclar e à importância do segmento consumidor final enquanto agente propulsor da dinâmica de consumo sustentável. Sua operacionalização foi orientada pelas abordagens selecionadas entre as décadas de 1990 e 2000, as quais também operacionalizaram possíveis fatores influenciadores sobre esse comportamento. O estudo de natureza exploratória contou com pesquisa quantitativa, utilizando amostra de 234 estudantes de nível superior, cujos dados foram tratados por análise de regressão múltipla. O comportamento favorável à reciclagem mostrou-se influenciado pelas seguintes atitudes: inconveniência de ser ambientalmente amigável, importância de ser ambientalmente amigável, comprometimento ambiental percebido de si próprio e pela variável gênero, tendo as mulheres um comportamento mais aderente ao processo.


Palavras-chave: comportamento de reciclagem, descarte seletivo de lixo domiciliar, consumo sustentável.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol27n79.1139

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora