Cultura Organizacional e Mito Fundador: Um Estudo de Caso em uma Empresa Familiar

Cléria Donizete da Silva Lourenço, Patricia Aparecida Ferreira

Resumo


Nos últimos anos, o tema simbolismo organizacional assumiu importância crescente na administração. Dentro desta abordagem, encontram-se conceitos relacionados ao mito fundador e à cultura organizacional. O fundador assume um papel fundamental no processo de moldar os padrões culturais de uma organização e após sua morte o mesmo pode ser transformado em um mito. Neste trabalho, procurou-se identificar o sentido da morte do fundador para os atores organizacionais bem como compreender as mudanças ocorridas nas relações de trabalho após a sua morte. Para tanto, utilizou-se da pesquisa qualitativa, do método do estudo de caso, de entrevistas em profundidade e da análise de conteúdo. Observou-se que a história de uma organização carrega muito da história do seu fundador. Constatou-se também que o sentido da morte do fundador para os atores organizacionais envolveu uma série de mudanças que acarretaram em um rompimento com os valores e princípios preconizados por ele.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol28n84.1630

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora