Estrutura Formal e Práticas da Controladoria em Empresas Familiares Brasileiras

Elza Terezinha Cordeiro Müler, Ilse Maria Beuren

Resumo


O estudo objetiva investigar a estrutura formal e práticas da controladoria de suporte ao processo de gestão em empresas familiares brasileiras. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem quantitativa, realizada por meio de survey. Foi enviado um questionário para 55 empresas identificadas como familiares, listadas no anuário 500 Melhores e Maiores, da revista Exame, e obteve-se resposta de 12. Os resultados mostram características familiares nas empresas, identificadas na composição do capital, na sucessão do fundador e em sua permanência com alguma função na empresa, e na existência de membros da família do fundador ocupando cargos na organização. O departamento de controladoria foi implantado na maioria dessas empresas como órgão de staff. No que concerne à abrangência, a procedimentos padronizados, funções e instrumentos de controladoria, verificou-se que todas as empresas pesquisadas mantêm práticas conforme suas necessidades e seus objetivos. Conclui-se que a estrutura formal e as práticas da controladoria configuram-se conforme as crenças e os valores do sistema familiar.

 

Palavras-chave: estrutura formal, práticas de controladoria, empresas familiares.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol26n76.177

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora