Evolução dos Ativos Financeiros Brasileiros

Josilmar Cordenonssi Cia

Resumo


Este estudo tem como objetivo avaliar a evolução dos ativos financeiros no Brasil desde o final de 1889 (ano da Proclamação da República) até fevereiro de 2004. Ao longo da análise destes 114 anos são destacados os principais os principais fatos que marcaram o desenvolvimento (ou a desestruturação) do mercado financeiro brasileiro. A partir de 1973, com a introdução da LTN, é feita uma análise dos desempenhos de risco-retorno dos ativos de renda fixa, das ações, do câmbio (R$/US$) e do ouro, com diferentes horizontes de investimento (1, 3, 5 e 10 anos). Nesta perspectiva histórica (de 1973 até 2004), pode-se verificar que o desempenho do Ibovespa chega a ser inferior ao dos títulos do governo (Selic) em termos reais. Isto contrasta com o que se verifica nos principais mercados financeiros mundiais, especialmente o americano. Por fim, é feia uma análise da evolução do câmbio real em relação ao dólar americano desde a Proclamação da República até de 2003.

Palavras-chave: ativos financeiros, renda fixa, ações, câmbio.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol21n62.268

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora