GOVERNANÇA CORPORATIVA E DESEMPENHO EMPRESARIAL: UMA ANÁLISE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE CONSTRUÇÃO E ENGENHARIA

Fabrício Teixeira de Almeida, Paulo Henrique Nobre Parente, Márcia Martins Mendes De Luca, Alessandra Carvalho de Vasconcelos

Resumo


Este estudo teve por objetivo identificar a relação entre as práticas de governança corporativa e o desempenho nas empresas de capital aberto do subsetor construção e engenharia, do setor construção e transporte, da BM&FBovespa. Para tanto, reúne dados financeiros de 30 empresas, referentes a 2013, coletados no website da BM&FBovespa e na base Economática®. No que tange à governança corporativa, foi utilizado um índice calculado a partir de um checklist proposto pela literatura, também referente a 2013. Os resultados da pesquisa mostram que o índice de governança corporativa influencia positivamente o desempenho empresarial – econômico (ROE), operacional (Ebtida/Ativo) e de valor (Q de Tobin). Desse modo, o estudo oferece evidências empíricas do impacto da governança corporativa no desempenho empresarial no subsetor construção e engenharia da BM&FBovespa, sugerindo que as boas práticas de governança corporativa são fundamentais para a organização, devendo, portanto, ser encorajado o interesse dos investidores e de outros stakeholders.

Palavras-chave: Governança corporativa; desempenho empresarial; construção e engenharia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/gr.vol34n100.3594

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc IBICT SUMARIOS.org LatindexProquest