PERCEPÇÕES DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO NAS DIFERENTES GERAÇÕES

Angelica Barbieri Lirio, Shalimar Gallon, Carlos Costa, Jandir Pauli

Resumo


Este estudo buscou analisar a percepção sobre a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) entre as três gerações (baby boomers, X e Y) ativas no mercado de trabalho. Foi realizado um estudo quantitativo, descritivo e transversal, no qual os dados foram coletados de 323 trabalhadores por meio de um questionário fechado. A confiabilidade da escala foi avaliada com o alfa de Cronbach e a normalidade com o teste de Kolmogorov-Smirnov. Os dados quantitativos foram submetidos ao teste de Kruskal-Wallis e mostraram diferenças na percepção de QVT entre as três gerações. Para a geração baby boomers, a QVT está fortemente ligada ao reconhecimento justo e adequado, enquanto que para a geração X, ela está ligada à proteção dos direitos dos trabalhadores, privacidade pessoal e liberdade de expressão. Para a geração Y, a QVT está associada à relevância social do trabalho na vida e engloba a imagem corporativa e a responsabilidade social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol36n107.5398



 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora