CRISE FINANCEIRA E OS SISTEMAS BANCÁRIOS DE BRASIL E ALEMANHA – O PAPEL DOS BANCOS PÚBLICOS

Fernanda Faria Silva, Iara Moreira Chaves

Resumo


Este trabalho buscou analisar a importância dos bancos públicos na implantação de políticas anticíclicas de contenção da crise do subprime (2007-2008) no Brasil e na Alemanha, países diferentes em termos de desenvolvimento econômico e financeiro, mas ambos ‘bank baseds’. Para cumprir este objetivo, foram apresentados os desdobramentos da crise no sistema financeiro dos Estados Unidos e como a Alemanha e o Brasil foram atingidos. Foram estudadas as políticas aplicadas pelos governos no sentido de conter os avanços da crise e, através dos indicadores de alavancagem financeira e preferência pela liquidez, como as instituições financeiras se comportaram dado o tipo de controle acionário. Foi verificado que as instituições públicas desempenharam importante papel de estabilização no período de instabilidade econômica no que tange ao fornecimento de crédito contribuindo para manutenção da liquidez em ambos os países.
Palavras-chave: crise financeira, bancos públicos, sistema financeiro, políticas anticíclicas, alavancagem, preferência pela liquidez.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/gr.vol36n107.5658

 

Indexadores de que a G&R faz parte:


   DOAJ OAIster OCLC Ulrich LiVre Redalyc  SUMARIOS.org LatindexProquest

 

A G&R utiliza o                software  iThenticate para detecção e  prevenção de plágio 
 

    
 
 
 
A G&R é signatária da Declaração        de São Francisco sobre Avaliação        de Pesquisa- Dora