PRESSÃO ARTERIAL E ESTILO DE VIDA DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS BLOOD PRESSURE AND LIFE STYLE AMONG ACADEMIC STUDENTS

Autores

  • Thatiane Romani Aureliano Leite
  • Brigitte Rieckmann Martins dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol9n27.1334

Palavras-chave:

pressão arterial, estilo de vida, promoção da saúde.

Resumo

A magnitude da hipertensão arterial sistêmica depende da interação entre os atributos biológicos e demográficos,
a configuração do ambiente físico e psicossocial e o estilo de vida das populações. Conhecer o estilo de vida
pode subsidiar a implementação de políticas e programas de intervenção direcionados à promoção da saúde.
Avaliar o estilo de vida de universitários, segundo o “Questionário de Estilo de Vida Fantástico”, e sua possível
relação com níveis pressóricos. Além da aferição da pressão arterial, foram registrados dados quanto ao
gênero e à idade de estudantes universitários de cursos da área da saúde. Para a avaliação do estilo de vida,
utilizou-se o “Questionário de Estilo de Vida Fantástico”. Dentre os entrevistados, 92,2% evidenciaram níveis
de estilo de vida considerados “muito bom” e “bom”. Os homens apresentaram níveis pressóricos superiores
aos das mulheres (p < 0,001). A análise de correlação sugeriu fraca relação entre a pressão arterial e o estilo de
vida. Não foi observada relação existente entre estilo de vida e pressão arterial através do instrumento
“Questionário Estilo de Vida Fantástico”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

09-09-2011

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS