Epidemiologia da tuberculose em São Gonçalo do Amarante, Estado do Rio Grande do Norte

Autores

  • Isabelle Ribeiro Barbosa Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Joelza Lima Silva Especialização em Epidemiologia. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP), Universidade Federal de Goiás.

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol11n36.1862

Palavras-chave:

Tuberculose, Epidemiologia, Vigilância epidemiológica, doenças de notificação, Epidemiologia descritiva

Resumo

Objetivo: descrever a epidemiologia da tuberculose no município de São Gonçalo do Amarante (RN), no período de 2006 a 2010. Métodos: Foram analisados as principais variáveis epidemiológicas disponíveis no site Datasus, sobre os dados secundários de Tuberculose do Sistema de Informação de agravos de notificação (SINAN) e Sistema de informações sobre Mortalidade (SIM). Resultados: Foram registrados 182 casos novos de Tuberculose no período, sendo a maior incidência no ano de 2010 (55,89 casos/ 100mil hab). A taxa de letalidade variou entre 2,04% (em 2010) a 5,5% (em 2009); acometendo em maior percentual o sexo masculino na faixa etária de 50 anos ou mais; sendo a forma pulmonar a forma clínica mais frequente (85%), a taxa de cura foi de 69%, 6% abandonou o tratamento, havendo comorbidade com o HIV em 3,7% dos casos, com o alcoolismo em 24,5%, e em 8% com o diabetes; 2% dos indivíduos eram institucionalizados em presídios. Foi realizada a baciloscopia em 75,6% dos casos pulmonares, mas com um alto percentual de casos sem a realização da cultura de escarro (88,2%). Conclusão: São Gonçalo do Amarante caracteriza-se como uma área endêmica de Tuberculose, apresentando índices aquém do preconizado nas metas para o controle da doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabelle Ribeiro Barbosa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Farmacêutia, Especialista em Epidemiologia, Mestre em Ciências Biológicas, Doutoranda em saúde Coletiva.

Joelza Lima Silva, Especialização em Epidemiologia. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP), Universidade Federal de Goiás.

Enfermeira, Especialista em Epidemiologia.

Downloads

Publicado

30-09-2013