FATORES DE CRESCIMENTO NA CICATRIZAÇÃO DE ÚLCERAS DIABÉTICAS

Maria Cristina Travi-Carneiro, Maria Isabel Carneiro-Travi, Patricia Martins Bock

Resumo


Introdução: A neuropatia diabética é a complicação crônica mais prevalente do Diabetes mellitus, e é relacionada com elevado risco de úlceras e amputações, retardo da cicatrização e maior risco de infecções. O uso tópico dos fatores de crescimento (GF) pode representar importante elemento coadjuvante no tratamento de úlceras diabéticas por suas propriedades angiogênica e mitogênica. Objetivos: O objetivo deste trabalho foi realizar revisão bibliográfica de trabalhos experimentais e ensaios clínicos utilizando topicamente os fatores de crescimento derivado de plaquetas, insulínico, epidermal, fibroblático básico e endotelial vascular. Resultados e conlusões: Os resultados apresentados foram promissores na aceleração da cicatrização de úlceras diabéticas e na prevenção de amputações, principalmente quando os mesmos foram utilizados em associação, ou em veículos de tecnologia avançada, como géis tridimensionais de colágeno, hidrogéis ou colágeno hidrolizado, colágeno reticulado, esponja de colágeno gelatinosa, proteínas de fusão (vitronectina), micro esferas de gelatina, encapsulamento em nanopartículas e derme artificial.

 


Palavras-chave


Fator de crescimento epidermal, fator de crescimento fibroblástico, fator de crescimento derivado de plaquetas, fator de crescimento endotelial vascular

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol11n38.1996

Indexadores: