VIVER SAUDÁVEL: SIGNIFICADO ATRIBUÍDO PELA EQUIPE DE SAÚDE E LÍDERES COMUNITÁRIOS

Autores

  • Elizane Medianeira Gomes Pires Centro Universitário Franciscano UNIFRA
  • Talita Portela Cassola Centro Universitário Franciscano UNIFRA
  • Dirce Stein Backes Centro Universitário Franciscano UNIFRA
  • Silomar Ilha Universidade Federal de Rio Grande-PPGEnf/FURG
  • Marielle Kulakowski Obem Centro Universitário Franciscano
  • Matheus Viero

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol12n41.2264

Palavras-chave:

Pesquisa em Enfermagem, Enfermagem em Saúde Comunitária, Programa saúde da família, Promoção da saúde

Resumo

Objetivou-se conhecer o significado de viver saudável para profissionais que compõem uma equipe de Estratégia Saúde da Família e líderes comunitários, bem como identificar elementos que contribuam para o viver saudável. Metodologia: Pesquisa exploratória, qualitativa realizada com 9 profissionais da equipe de saúde da família e 2 líderes de uma comunidade socialmente vulnerável, localizada na região central do RS. Os dados foram coletados por meio de entrevista semi estruturada, entre os meses de janeiro e março de 2012. Resultados: Os dados analisados com base nos pressupostos de Bardin resultaram nas seguintes categorias: Significando o viver saudável, Interveniências favoráveis e desfavoráveis da Estratégia de Saúde da Família e A interferência político-partidária no processo de viver saudável. Considerações Finais: Conclui-se que o significado de viver saudável evidenciado neste estudo está sintonizado com os princípios da OMS, a Carta de Ottawa e com a VIII Conferência Nacional de Saúde, os quais remetem aos direitos, deveres e responsabilidades dos principais atores sociais comprometidos com o processo saúde/doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-11-2014

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS