PROCESSOS INFLAMATÓRIOS DA OBESIDADE

Crislene Aschebrock Sippel, Rafaela Mundstock de Azevedo Bastian, Janine Giovanella, Christiane Faccin, Verônica Contini, Simone Morelo Dal Bosco

Resumo


Introdução: A prevalência da obesidade vem crescendo ano após ano em todo o mundo, já sendo considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma epidemia mundial. Dados brasileiros revelam que mais de 13% da população é obesa. Objetivo: Revisar a literatura acerca da interferência dos fatores inflamatórios na obesidade. Métodos: A revisão crítica foi elaborada a partir da compilação de artigos de revisão e estudos originais publicados entre 2010 e 2013, indexados em português e inglês nas bases de dados SciELO e PubMed. As palavras-chave utilizadas nas pesquisas foram obesidade, tecido adiposo, inflamação, adipocinas e fatores de crescimento. Resultados: A compilação dos artigos selecionados esclarece e fortalece o conceito da obesidade como uma doença inflamatória, com maior expressão, em obesos, de adipocinas pró-inflamatórias como a interleucina-6, fator de necrose tumoral-alfa, adipsina, angiotensinogênio, leptina, resistina e visfatina e menor expressão das adipocinas anti-inflamatórias, interleucina-10, adiponectina e SFRP5. Além disto, os resultados demonstram que alguns fatores de crescimento também estão envolvidos no processo inflamatório da obesidade. Conclusão: Conclui-se que, com o grande número de artigos publicados em inglês e em português, a literatura científica hoje nos fornece uma melhor compreensão do processo inflamatório na obesidade, no entanto, muitos mecanismos envolvidos ainda precisam ser investigados e esclarecidos. Dessa forma, pesquisas nesse campo devem ser incentivadas para melhor embasamento das medidas de promoção à saúde, prevenção e tratamento da obesidade e suas comorbidades.


Palavras-chave


Nutrição

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol12n42.2310

Indexadores: 
A RAS utiliza o software iThenticate para detecção e prevenção de plágio