Ações educativas como estratégias de redução para pé diabético

Autores

  • Renata da Silva Schulz Centro Universitário Jorge Amado
  • Brisa Alves Pereira de Moura Centro Universitário Jorge Amado
  • Ana Samira Madureira Lordelo Barreto Centro Universitário Jorge Amado
  • Monique Santos Santana Centro Universitário Jorge Amado
  • Júlia Pereira Rabêlo Centro Universitário Jorge Amado

DOI:

https://doi.org/10.13037/ras.vol14n50.3788

Palavras-chave:

diabetes mellitus, neuropatias diabéticas, atenção à saúde, úlcera do pé, prevenção primária

Resumo

Objetivo: Caracterizar as ações educativas utilizadas na prática clínica com paciente de pé diabético a partir de produções científicas. Métodos: Revisão integrativa realizada em julho de 2015, nas bases de dados eletrônicas Medline, PubMed, Cumed e SciELO a partir da associação dos descritores: diabetes mellitus, neuropatias diabéticas, atenção à saúde, úlcera do pé e prevenção primária. Foram incluídos os estudos publicados no período de 2010 a 2015 e excluídos os artigos que tratavam do cuidado com as úlceras já estabelecidas, artigos com metodologia relacionada a editoriais sobre o tema e os artigos repetidos. Resultados: Localizaram-se 88 artigos científicos, dos quais foram selecionados oito estudos, que evidenciaram a educação em saúde e a adesão dos pacientes às intervenções propostas como os pontos fundamentais a serem trabalhados na prática ambulatorial. Conclusão: Nota-se que o acompanhamento especializado para prevenir complicações nos membros inferiores dos pacientes, bem como o incentivo ao autocuidado/autocontrole são essenciais para as estratégias envolvidas. Os pacientes devem ser motivados a participarem ativamente do tratamento, por meio de orientações e conscientização sobre a doença, como promoção, prevenção e recuperação da saúde.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata da Silva Schulz, Centro Universitário Jorge Amado

Mestre em ciências do cuidado em saúde pela Universidade Federal Fluminense

Brisa Alves Pereira de Moura, Centro Universitário Jorge Amado

Acadêmica de enfermagem do centro universitário jorge Amado

Ana Samira Madureira Lordelo Barreto, Centro Universitário Jorge Amado

Acadêmica de enfermagem do centro universitário jorge Amado

Monique Santos Santana, Centro Universitário Jorge Amado

Mestre em enfermagem pela Universidade Federal da Bahia

Júlia Pereira Rabêlo, Centro Universitário Jorge Amado

Acadêmica de enfermagem do centro universitário jorge Amado

Referências

Federação International de Diabetes. Economic impact of Diabetes [Internet]. 2015. [citado em 4 nov. 2016]. Disponível em: http://www.idf.org/diabetesatlas/economic-impacts-diabetes

Gross JL, Silveiro SP, Camargo JL, Reichelt AJ, Azevedo MJ. Diabetes melittus: diagnóstico, classificação e avaliação do controle glicêmico. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2002 Fev. [citado em 2015 dez 3];46(1):16-26.

Caiafa JS, Castro AA, Fidelis C, Santos VP, Silva ES, Junior CJS. Atenção integral ao portador de pé diabético. J Vasc Bras [online]. 2011. [citado em 2015 ago 14];10(4 supl 2):1-32.

Rocha RM, Zanetti ML, Santos MA. Comportamento e conhecimento: fundamentos para prevenção do pé diabético. Acta Paul Enferm [online]. 2009;22(1):17-23.

Ochoa-Vigo K, Pace AE. Pé diabético: estratégias para prevenção. Acta Paul Enferm [online]. 2005;18(1):100-9.

Pinilla AE, Sanchez AL, Mejia A, Barrera MP. Actividades de prevención del pie diabético en pacientes de consulta externa de primer nivel. Rev Salud Pública [online]. 2011. [citado em 2015 ago 14];13(2):262-73.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvao CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto enferm [online]. 2008;17(4):758-64.

Formosa C, Gatt A, Chockalingam N. The importance of clinical biomechanical assessment of foot deformity and joint mobility in people living with type-2 diabetes within a primary care setting. Prim Care Diabetes. 2013;7(1):45-50.

Cisneros LL. Avaliação de um programa para prevenção de úlceras neuropáticas em portadores de diabetes. Rev Bras Fisioter [online]. 2010. [citado em 2015 ago 14];14(1):31-7.

Andrade NHS, Mendes KDS, Faria HTG, Martins TA, Santos MA, Teixeira CRS et al. Pacientes com diabetes mellitus: cuidados e prevenção do pé diabético em atenção primária à saúde. Rev Enferm UERJ. 2010;18(4):616-21.

Júnior AHA, Amaral LAH, Bastos MG, Nascimento LC, Alves MJM, Andrade MAP. Prevenção de lesões de membros inferiores e redução da morbidade em pacientes diabéticos. Rev Bras Ortop. 2014;49(5):482-7.

Lavery LA, Fontaine J, Kim PJ. Preventing the first or recurrent ulcers. Med Clin North Am. 2013;97(5):807-20.

Boulton AJ. The pathway to foot ulceration in diabetes. Med Clin North Am. 2013;97(5):775-90.

Ruotolo V, Di Pietro B, Giurato L, Masala S, Meloni M, Schillaci O et al. A new natural history of Charcot foot: clinical evolution and final outcome of stage 0 Charcot neuroarthropathy in a tertiary referral diabetic foot clinic. Clin Nucl Med. 2013;38(7):506-9.

Marins N, editor. Tratamento e acompanhamento do diabetes mellitus: diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes. Rio de Janeiro: Diagraphic; 2007.

Ferreira MC, Vieira SAT, Carvalho VF. Estudo comparativo da sensibilidade nos pés de diabéticos com e sem úlceras utilizando o PSSD™. Acta Ortop Bras. 2010;18(2):71-4.

Scain SF, Franzen E, Santos LB, Heldt E. Acurácia das intervenções de enfermagem para pacientes com diabetes mellitus tipo 2 em consulta ambulatorial. Rev Gaúch Enferm [online]. 2013. [citado em 2015 ago 31];34(2):14-20.

Downloads

Publicado

23-11-2016

Edição

Seção

ARTIGOS DE REVISÃO