Formação, relações de trabalho e novos processos produtivos: o discurso de jovens jornalistas de São Paulo

Autores

  • Cláudia Nonato Lima Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol13n25.1590

Palavras-chave:

Jornalistas, Comunicação, Mundo do Trabalho

Resumo

Este artigo apresenta os resultados qualitativos da pesquisa "Comunicação e mundo do trabalho do jornalista: o perfil dos jornalistas de São Paulo a partir da reconfiguração dos processos produtivos de produção". Trata-se da análise de entrevistas feitas com oito jornalistas, selecionados dentro de um perfil pré-determinado. Os resultados apontaram que os jovens são individualistas, polivalentes, e tem a clara ideia de que o marketing está inserido na informação. Com relação às relações trabalhistas, estão sem vínculo, terceirizados e precarizados, trabalhando muitas horas e com baixos salários. A maioria não está nas redações, e sim trabalhando como assessor de comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Nonato Lima, Universidade de São Paulo

Jornalista, Mestre e Doutoranda em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.

Downloads

Publicado

03-11-2012