A matriz de comportamento do spin doctor no processo de comunicação política

Autores

  • Vasco Ribeiro Universidade do Porto

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol16n32.3279

Palavras-chave:

Palavras-chave, Spin doctoring. Assessoria de imprensa. Comunicação política.

Resumo

Em meados da década de 1980, surgiu nos EstadosUnidos uma nova designação para a atividade daassessoria de imprensa política: o spin doctoring.Muito se tem falado dos spin doctors e da suaforma de atuar, mas nem sempre percebemos atéque ponto as suas ações se diferenciam do modelonormativo da tradicional assessoria de imprensa.Assim, este artigo propõem-se explanar 36 técnicas,ações e comportamentos que resultam numamatriz de comportamento dessas fontes sofisticadasde informação que operam a serviço de governos,partidos políticos e até mesmo empresas privadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vasco Ribeiro, Universidade do Porto

Doutor em ciências da comunicação pela Universidade do Minho, mestre em comunicação política pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e licenciado em comunicação social pela Escola Superior de Jornalismo. Leciona “Assessoria de Imprensa”, “Relações Públicas", “Comunicação Empresarial” e "Comunicação Política” em três cursos da FLUP e é professor convidado da Porto Business School.

Profissionalmente foi assessor de imprensa/director de comunicação na Assembleia da República Portuguesa, Parlamento Europeu, Reitoria da Universidade do Porto, Hospital de S. João, Câmara Municipal do Porto, Normetro e Associação Nacional de Jovens Empresários e também consultor e autor de vários planos estratégicos de comunicação em Portugal.

Downloads

Publicado

20-08-2015