Publicidade e interesse público: noções articuladas em instância normativa do Governo Federal do Brasil

Autores

  • Patrícia Gonçalves Saldanha Professora Associada da Universidade Federal Fluminense do curso de Publicidade e Propaganda e do quadro permanente do PPGMC/LaPA (Laboratório de Pesquisa Aplicada), coordenadora do Laccops e membro-fundador do Inpecc (Instituto Nacional de Pesquisa em Comunicação Comunitária), possui mestrado em Comunicação e doutorado em Comunicação e Cultura, ambos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Marcelo Rodrigo de Avelar Bastos Alves Doutorando do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Informação e Comunicação em Saúde (PPGICS) do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), bolsista Capes com graduação em Comunicação Social, habilitação em Publicidade e Propaganda, especialização em Gestão de Marketing, MBA em Gestão de Negócios e mestrado em Informação e Comunicação em Saúde.

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol18n37.4502

Palavras-chave:

Publicidade, Interesse Público, Comunicação

Resumo

No Brasil, além do papel legislativo e judiciário, o Estado, em suas dimensões constitutiva e organizativa da sociedade, aciona elementos de natureza e intenção comunicacional centralmente por meio do poder executivo federal. A publicidade, tradicionalmente associada às práticas mercadológicas de iniciativa privada, é por ele desenvolvida dentro de dinâmicas e contextos próprios da esfera pública. No decorrer da revisão bibliográfica aliada ao estudo documental de material normativo, da Secom (website) enquanto corpus empírico, verificou-se como se articulam as noções de “publicidade” e “interesse público”, evidenciando-se ausências, aproximações e tensões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-08-2017