A ficção televisiva e o galã de novela em zona de fronteira entre o machismo e o feminismo: um estudo de caso do galã José Mayer

Autores

  • João Nemi Neto Columbia University
  • Daniela Jakubaszko Universidade São Caetano do Sul

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol18n38.4838

Palavras-chave:

Telenovela brasileira. Galã de telenovela. Amor romântico.

Resumo

Este artigo apresenta um estudo de caso do galã José Mayer com o objetivo de refletir como o tempo histórico presente, que problematiza o machismo, é capaz de pressionar o gênero teledramatúrgico a transformar padrões composicionais fundamentais. Por meio de análise em perspectiva dialógica, conclui-se que é possível registrar mudanças significativas na construção do galã, assim como nas formas composicionais para o happy ending. O diálogo que se forma nas fronteiras entre ficção e realidade pressiona as formas estéticas e as práticas culturais a se transformarem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Nemi Neto, Columbia University

Docente do Latin American and Iberian Cultures Department da Columbia University, Nova York, Estados Unidos. Doutor em Hispanic and Luso-Brazilian Literatures and Languages pelo Graduate Center/City University of New York. Pesquisador do Grupo de Estudos de Linguagens e Discursos nos Meios de Comunicação (GELiDis) da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

 

Daniela Jakubaszko, Universidade São Caetano do Sul

Docente da Escola de Comunicação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Pesquisadora do Grupo de Estudos de Linguagens e Discursos nos Meios de Comunicação (GELiDis) da ECA-USP.

 


Downloads

Publicado

08-12-2017