Uma metodologia ecológica para análise de bolhas algorítmicas

Autores

  • Alexandre Rocha da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Mario Alberto Pires de Arruda Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol19n41.5504

Palavras-chave:

metodologia, algoritmos, sites de redes sociais

Resumo

A organização de dados em bolhas algorítmicas nos sites de redes sociais tem se tornado um problema ético-político que afeta o Campo da Comunicação. A constante transformação do maquinismo comunicativo agenciado pelos algoritmos evoca a necessidade de pensarmos métodos de análise mais condizentes com as problemáticas desses espaços de interação. Ao debatermos os limites e as potencialidades de alguns métodos de análise tradicionais na Comunicação, propomos uma metodologia ecológica baseada nas reflexões de Félix Guattari (2014) relacionadas à dimensão assignificante da comunicação.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Rocha da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Pesquisador do CNPq (Bolsista Produtividade) e professor do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Mario Alberto Pires de Arruda, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS. Integra o Grupo de
Pesquisa em Semiótica e Culturas da Comunicação (GPESC).

Downloads

Publicado

18-12-2018

Edição

Seção

Dossiê Pesquisa Aplicada em Comunicação 2018