Sofrência em tempos de felicidade: musica sertaneja e os signos da contemporaneidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol21n45.6135

Palavras-chave:

Sofrência, Sertanejo, Felicidade, Álcool e Feminejo

Resumo

Este trabalho tem por objetivo a análise da relação entre a busca por felicidade no contexto neoliberal contemporâneo e o sofrimento cantado nas músicas brasileiras denominadas popularmente como sofrência. Ao cotejar narrativas discursivas em antigas canções de dor de cotovelo e nas atuais canções de sofrimento, analisadas através dos dialogismos bakhtinianos e apoiadas em teorias psicanalíticas, queremos perceber a relação estabelecida entre a dor, o sofrimento e a demanda imperativa por felicidade. Mais especificamente, este artigo investiga as diferentes configurações desses signos que estão diretamente ligados à representação do álcool e do feminejo nas canções de sucesso de estilo sertanejas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Brasiliense, Universidade Federal Fluminense

Pós-Doutorado na França, Université de Versailles Saint-Quentin de Yvelines no Centre d’Histoire Culturelle des Société Contemporaines. Professora Associada do Departamento de Comunicação Social e do Programa de Pós-Graduação em Cultura e Territorialidades. Doutora e Mestre em Comunicação e Cultura e Graduada em Jornalismo. Pesquisas nas áreas de: mídia e cultura; sociabilidades; práticas socioculturais; identidades culturais; exclusão social; estigma; cultura do controle e ordem social; discurso e memória; mídia e gênero, entre outros.  

Leonardo Seixas, Universidade Federal Fluminense

Mestrando no Programa de Pós-Graduaçao em Cultura e Territorialidades da Universidade Federal Fluminense com o tema da dissertaçao: Sofrência: o mal de amor em tempos de felicidade compulsória.

Downloads

Publicado

06-02-2020