Caminhos da cena de música eletrônica em festas de rua em SP: estéticas, territórios e ativismos na festa e no personagem Carlos CapsLock

Simone Luci Pereira, Oziel Gheirart

Resumo


Este artigo analisa a recente cena de música eletrônica em São Paulo, que migrou dos clubes para as festas de ruas. Estas possuem forte viés político ressaltando os usos dos espaços urbanos, os direitos LGBTQI+, as corporalidades e estetizações juvenis. Focamos aqui o personagem e a festa Carlos CapsLock, que existe desde 2010 e salienta alguns aspectos históricos e mais recentes desta cena paulistana. Por meio de trabalho de campo de inspiração etnográfica e análise da fanpage da festa, atentamos para as dinâmicas desta cena e seus caminhos atuais bifurcados e abertos.

Palavras-chave


música eletrônica; cultura urbana; ativismo juvenil

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/ci.vol21n45.6168

Indexadores de que a C&I faz parte:

 

 

Latindex

Latindex

 

ISSN 2178-0145