Pertencer, escapar e resistir: práticas de leitura entre jovens de grupos populares

Sandra Rúbia da Silva, Andressa Spencer de Mello

Resumo


Propomos neste artigo discutir os resultados de nossa dissertação. Em nosso estudo, procuramos compreender, através de uma etnografia, os usos e práticas de leitura dos alunos de um pré-universitário popular diante das culturas digitais. Portanto, observamos a crescente associação da leitura aos smartphones e às mídias digitais e que a leitura mais ampla (realizada no contexto da internet) se mistura e complementa a leitura tradicional feita a partir dos livros impressos, gerando outras possibilidades de leitura a serem exploradas. A leitura aqui se torna um instrumento capaz de proporcionar pertencimento, resistência e escape.


Palavras-chave


Leitura; Culturas digitais; Smartphones; Consumo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/ci.vol21n46.6252



Indexadores de que a C&I faz parte:

 

 

Latindex

Latindex

 

ISSN 2178-0145