Para pensar em voz alta: voz-over heteroglóssica no filme-ensaio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol21n46.6519

Palavras-chave:

Filme-ensaio, Voz-over, Voz-over heteroglóssica

Resumo

Objetivamos concentrar nossa discussão na utilização da voz-over subjetiva em Babás (Consuelo Lins, 2010). O problema de pesquisa a que nos dedicamos questiona de que forma a voz-over apresentada no curta-metragem se relaciona com os arquivos domésticos mobilizados pelo filme, investigando as reverberações desse recurso estilístico na estética ensaística alcançada pela obra e na reflexão por ela proposta. Pretendemos realizar uma análise fílmica da obra, centrada nos procedimentos de montagem, que dê a ver a voz-over heteroglóssica arquitetada pelo filme.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael de Almeida, Universidade Estadual de Goiás - UEG

Doutor em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp. Professor do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás - UEG.

Ana Paula de Aquino Caixeta, Universidade Estadual de Campinas

Mestranda em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp. Graduada em Cinema e Audiovisual pela Universidade Estadual de Goiás - UEG.

Downloads

Publicado

09-07-2020