Internet e o computador como estratégia de inclusão social entre os setores populares. Imaginários e práticas desde a exclusão.

Autores

  • Rosalía Winocur
  • Sebastián Benítez Larghi

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol11n20.945

Palavras-chave:

Apropriação, Computador e Internet, Setores Populares

Resumo

No presente artigo abordamos a apropriação do computador e internet por parte dos setores populares latino-americanos a partir do estudo do casos: as famílias do povoado de San Lorenzo de Chimalpa, no estado de México (México) e uma organização de desempregados do norte argentino, a Uniõn de Trabajadores Desocupados de Gral. Mosconi (Salta, Argentina). A partir de uma perspectiva socio-antropológica, analisamos os processos de incorporação, socialização e significação da novas tecnologias, assim como as representações sociais que atravessam os usos mais difundidos entre os atores estudados. Como conclusão, mediante a comparação de ambos casos, refletimos em torno dos registros e prioridades que deveriam ter-se em conta no desenho de políticas públicas para favorecer a apropriação dos setores populares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosalía Winocur

Dra. en Ciencias Antropológicas. Profesora e investigadora del Departamento de Educación y Comunicación de la Universidad Autónoma Metropolitana de la Ciudad de México.

Sebastián Benítez Larghi

Magíster en Sociología de la Cultura (IDAES/UNSAM). Profesor del Departamento de Sociología de la Universidad Nacional de La Plata, Becario del CONICET e investigador del Instituto de Investigaciones Gino Germani de la Universidad de Buenos Aires.

Downloads

Publicado

05-08-2010