Reflexões sobre formação da identidade profissional do professor de Sociologia na Educação Básica

Josefa Alexandrina SILVA

Resumo


A introdução do ensino da Sociologia na educação básica colocou em questão a necessidade de compreender quem são seus professores, suas concepções de ciência, formação, e trajetórias de trabalho. Analisou-se a constituição de um quadro docente e suas dificuldades de profissionalização a partir de três questões: as relações do professor com as Ciências Sociais; as distorções entre formação e atuação e as condições de trabalho. Tomou-se como referência as reflexões de Nóvoa (1992) sobre a centralidade do professor no sistema educacional e a contribuições de Dubar (2005) sobre a formação das identidades profissionais. Parte-se da produção acadêmica sobre o tema, para analisar as dificuldades de constituição de um quadro docente com identidade profissional definida. As análises indicam que a grande incidência de professores sem formação específica e as condições estruturais em que é oferecido o ensino, constituem entraves no processo de consolidação do ensino da Sociologia na educação básica.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rea-e.vol1n2.4353

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores de que a REAe faz parte: 

BBE: http://pergamum.inep.gov.br/pergamum/biblioteca/

CZ3 : http://ezb.uni-regensburg.de/

DIADORIN: diadorim.ibict.br/

Google Scholar: https://scholar.google.com.br/scholar

IRESIE: iresie.unam.mx/

LATINDEX:http://www.latindex.org/latindex/inicio

LiVre - http://livre.cnen.gov.br/Inicial.asp

SUMARIOS: https://sumarios.org

 

 

      

 

 

A REAe utiliza o software iThenticate para detecção e prevenção de plágio.