A UTILIZAÇÃO DA ESCALA DE DESENVOLVIMENTO MOTOR (EDM) E A SUA APLICAÇÃO NA FASE ESCOLAR: UMA REALIDADE BRASILEIRA?

Autores

  • Matheus Martins Luz Escola da Saúde/Educação Física
  • Carlos Alexandre Felício Brito Escola da Saúde/Educação Física Professor do Mestrado Profissional Inovação em Ensino Superior em Saúde
  • Jessica Natacha Ferreira Batista Escola da Saúde/Educação Física
  • Pâmella Moura Lourenço Escola da Saúde/Educação Física

DOI:

https://doi.org/10.13037/rea-e.vol3n5.5100

Resumo

A organização dos movimentos ao longo do tempo é um processo sequencial relacionado à idade cronológica, com interação entre a tarefa motora, limites biológicos e o seu meio ambiente. O objetivo foi analisar como está sendo aplicada a Escala de Desenvolvimento Motor (EDM), proposta por Neto (2002), em escolares brasileiros. Trata-se de um estudo qualitativo, do tipo descritivo, com delineamento do tipo revisão de literatura (revisão sistemática). Pode-se observar que a maioria dos estudos pesquisados é proveniente da região Sul. Foi possível perceber a importância de priorizar a prática de uma modalidade esportiva no âmbito escolar, uma vez que os estudos que apresentaram os melhores resultados estavam associados a projetos de atividade física extracurricular. Parece que a escala está sendo aplicada de forma fragmentada, não englobando completamente todos os aspectos motores dos escolares. Provavelmente, pelo curto período de tempo disponível para coleta de dados e aplicação no âmbito escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Martins Luz, Escola da Saúde/Educação Física

Graduado em Educação Física - Licenciatura

Jessica Natacha Ferreira Batista, Escola da Saúde/Educação Física

Graduada em Educação Física - Licenciatura

Pâmella Moura Lourenço, Escola da Saúde/Educação Física

Escola da Saúde/Educação Física

Downloads

Publicado

20-07-2018

Edição

Seção

ARTIGOS FLUXO CONTÍNUO