PRÁTICAS LEITORAS EM E-READERS: UM ESTUDO DO TIPO ETNOGRAFIA VIRTUAL

Autores

Resumo

As tecnologias se configuram como marcas históricas e culturais das sociedades ao longo do seu processo de desenvolvimento e, quando apropriadas pela cultura, delineiam novos comportamentos, bem como os comportamentos leitores ocasionados pela imersão na cultura digital e na cultura da mobilidade, como se pode observar com a ascensão de leitores digitais ou e-readers. Nesse sentido, o objetivo é compreender a constituição dos perfis dos sujeitos leitores e as práticas de leitura dos indivíduos que utilizam os leitores digitais como suportes de leitura, este trabalho foi realizado. Trata-se, pois, de uma pesquisa qualitativa, de cunho analítico e descritivo, materializado num estudo de caso com inspiração na etnografia virtual, onde as redes digitais se constituíram lócus de construção dos dados. Discute as transformações oriundas da cultura digital e como isso reverbera nas práticas de leitores e no seu comportamento diante do livro. O estudo conclui que os e-readers potencializam as experiências de leitura tanto no que tange aos comportamentos leitores quanto ao consumo de livros digitais.

Palavras-chave: Leitura. Cultura digital. Leitores digitais. E-reader.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Handherson Leyltton Costa Damasceno, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE)

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) - Campus Salgueiro - PE. Mestre em Educação - Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em Educação a Distância, pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Ensino de Língua Portuguesa e Gestão, Supervisão e Orientação Educacional pela Universidade Cândido Mendes (UCAM/RJ). Graduado em Pedagogia - Licenciatura Plena pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS e em Licenciatura em Letras - Português, pelo Centro Universitário Claretiano. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Docência, Gestão de Processos Educativos e Formação de Professores. Atualmente cursa o Doutorado em Educação - FACED/UFBA, onde desenvolve pesquisa sobre Formação do Leitor e Redes Sociais de Leitura. Membro do Grupo de Pesquisa "Laboratório de Tecnologias Informacionais e Inclusão Sociodigital" LTI Digital/CNPq/UFBA.

Barbara Coelho Neves, Universidade Federal da Bahia

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação UFBA. Professora convidada do PPGCI-UFSCar e do PPGCI UFBA. Pós-Doutora em Ciência da Informação (UNB), Doutora em Educação (FACED-UFBA). Pesquisadora Líder do "Laboratório de Tecnologias Informacionais e Inclusão Sociodigital" LTI Digital/CNPq/UFBA.

Raphaelle Nascimento Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFBA).

Doutoranda em Educação (FACED/UFBA). Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (FACED/UFBA). Possui graduação em Letras pela Universidade do Estado da Bahia (2007) e especialização em Literaturas de Expressão em Língua Portuguesa pela Faculdade João Calvino (2009). Professora efetiva de Língua Portuguesa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFBA).

Downloads

Publicado

14-12-2020