METACOGNIÇÃO E EMPREENDEDORISMO: SER EMPREENDEDOR INFLUENCIA ATITUDES METACOGNITIVAS?

Autores

  • Raimundo Nonato Lima Filho Doutor em Administração (UFBA) Professor do Departamento de Educação - Campus VII da Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
  • Adriano Leal Bruni Doutor em Administração (USP) Professor Titular da Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol30n89.2260

Resumo

Este artigo analisou como sujeitos empreendedores demonstram suas posturas metacognitivas, comparando-os com “não-empreendedores”. A survey envolveu 271 empreendedores e 787 não-empreendedores. A hipótese testada assumiu que a metacognição seria positivamente relacionada com o perfil empreendedor de um indivíduo. Resultados de modelo de equações estruturais apontaram que a metacognição é positivamente relacionada com o perfil empreendedor de um indivíduo, indicando que um sujeito empreendedor apresenta um nível metacognitivo superior em relação àqueles que não são empreendedores. A contribuição desta pesquisa está em destacar a importância que envolve a metacognição e o empreendedorismo, indicando quais as possíveis excepcionalidades que possuem um indivíduo empreendedor e quais os caminhos para desenvolver a capacidade de pensar sobre nossos próprios pensamentos. Este estudo também possui o intuito de inaugurar uma linha de pesquisa ainda inédita no contexto nacional evidenciando a importância que envolve a metacognição e o empreendedorismo, para que o seu amadurecimento possa apresentar ainda mais resultados que contribuam para o desenvolvimento de todos os atores envolvidos neste contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-09-2014