Desenvolvimento rural no estado de Santa Catarina: um estudo multidimensional

Autores

  • Sérgio Begnini Mestre em Gestão e Desenvolvimento Regional. Professor e Administrador da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Chapecó (SC), Brasil
  • Lirane Elise Defante Ferreto de Almeida Doutora em Saúde Coletiva. Professora da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Francisco Beltrão (PR), Brasil

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol32n94.3149

Resumo

A concepção de desenvolvimento rural está em plena construção, havendo consenso de que é multidimensional. Nesse sentido a identificação de graus de desenvolvimento pode revelar determinados fenômenos, auxiliando nas tomadas de decisões e formulação de políticas públicas que contribuam para a melhoria na qualidade de vida. O objetivo desta pesquisa foi analisar o desenvolvimento rural do estado de Santa Catarina, calculando o grau de desenvolvimento rural, considerando 293 municípios. O estado de Santa Catarina aparece como heterogêneo, pois 47,78% dos municípios ficaram classificados com grau de desenvolvimento rural acima ou igual à média, e 52,22% ficaram abaixo da média. Cada mesorregião apresentou um agrupamento de municípios com variados graus de desenvolvimento rural, e a maior parte ficou classificada nos graus médio, baixo e alto. Conclui-se que entre as regiões existem padrões de desenvolvimento divergentes, sendo possível identificar aglomerações geográficas de acordo com o grau de desenvolvimento rural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Begnini, Mestre em Gestão e Desenvolvimento Regional. Professor e Administrador da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Chapecó (SC), Brasil

Mestre em Gestão e Desenvolvimento Regional pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE. Administrador na Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS.

Lirane Elise Defante Ferreto de Almeida, Doutora em Saúde Coletiva. Professora da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Francisco Beltrão (PR), Brasil

Doutora em Saúde Coletiva - UNICAMP. Graduada em Economia Doméstica. Professora da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE.

Downloads

Publicado

29-03-2016