INOVAÇÃO, APRENDIZAGEM E COOPERAÇÃO NA CADEIA DE SUPRIMENTO TÊXTIL DA REGIÃO DE AMERICANA/SP

Autores

  • Marcos de Carvalho Dias Faculdade de Tecnologia de Americana

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol34n100.3613

Resumo

As abordagens que tratam da cooperação entre empresas numa cadeia de suprimentos geralmente consideram os aspectos benéficos desta cooperação, como ganhos de competitividade e produtividade, porém não consideram o fato de que as relações de cooperação ocorrem de forma assimétrica na cadeia, devido à heterogeneidade dos participantes. Com objetivo de analisar cooperação, aprendizagem e processos de inovação em uma cadeia cujo relacionamento é reconhecidamente assimétrico e que o grau de competitividade tem se acirrado nos últimos anos, como no caso da indústria têxtil brasileira, este trabalho foi realizado a partir de entrevistas, baseadas em questionários, com 14 empresas têxteis da região de Americana/SP. Essas entrevistas mostraram a existência de relações superficiais de cooperação entre os membros da cadeia entrevistados, e que essa forma de cooperação implica a inexistência de um processo sistemático e coordenado de aquisição de conhecimento e, por consequência, de inovações tecnológicas e organizacionais entre as empresas.

Palavras-chave: Inovação; aprendizagem; cooperação; indústria têxtil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos de Carvalho Dias, Faculdade de Tecnologia de Americana

Professor do curso de Logística da Faculdade de Tecnologia de Americana, Americana (SP), Brasil

Downloads

Publicado

01-03-2018