INTERVENÇÕES URBANAS A PARTIR DE INVESTIMENTOS DO PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO (PAC): A RETERRITORIALIZAÇÃO DOS MORADORES DO ENTORNO DA OBRA CONTORNO NORTE DE MARINGÁ-PR

Autores

  • Adriano Aparecido de Oliveira UniCesumar
  • Priscilla Borgonhoni Chagas Universidade Estadual de Maringá
  • William Antonio Borges Universidade Estadual de Maringá
  • Julia Silva Gonçalves Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.13037/gr.vol35n103.4410

Resumo

O presente artigo tem por objetivo compreender como ocorreu a reterritorialização, pelos moradores, de dois bairros fronteiriços a uma obra de grande magnitude - o Contorno Norte em Maringá (PR), realizada com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Para tanto, o artigo apresenta conceitos relativos à produção do espaço urbano e território e caracteriza-se como qualitativo e descritivo. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com quatorze moradores e um representante do poder público municipal, além de pesquisa documental e bibliográfica. Esses dados foram analisados por meio da análise de conteúdo. Ao tratar da reterritorialização, foi possível concluir que os moradores sentem muita diferença no que diz respeito ao território em que viviam antes da construção da obra. Atualmente, eles relatam que se sentem excluídos do restante da população citadina e reconhecem diversos problemas socioespaciais, vistos por eles como um reflexo direto da construção da referida obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Aparecido de Oliveira, UniCesumar

Graduado em Administração, Mestre em Administração (Universidade Estadual de Maringá - UEM), Especialista em Controladoria e Gerência Financeira, Especialista em Educação a Distância e Tecnologias Educacionais. Professor Mediador EAD - Unicesumar - Cursos de Administração e Processos Gerenciais. Professor do Ensino Presencial (Unicesumar) e Professor Formador do Ensino à Distância (Unicesumar)

Priscilla Borgonhoni Chagas, Universidade Estadual de Maringá

Professora Adjunta do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá. Doutora em Administração, na área de concentração Estudos Organizacionais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Administração pela Universidade Estadual de Londrina. Graduada em Administração pela Universidade Estadual de Maringá. Atualmente seus trabalhos de pesquisa envolvem os estudos organizacionais em temas como desenvolvimento, territórios e territorialidades e processos alternativos de organização. Em termos metodológicos, suas pesquisas são desenvolvidas predominantemente por meio de perspectivas qualitativas de análise.

William Antonio Borges, Universidade Estadual de Maringá

Professor Adjunto no Departamento de Administração, na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Coordena o curso de Administração Pública (EAD-UEM) e o Grupo de Estudos em Administração Pública (GEAP). É Professor no Programa de Mestrado e Doutorado em Administração (PPA-UEM) e Pesquisador no Observatório das Metrópoles (Núcleo Maringá-UEM). Doutor em Administração Pública e Governo pela FGV/EAESP (2013). Possui graduação em Administração pela UEM (2001) e mestrado em Geografia, também pela UEM (2004). Tem trabalhado com os seguintes temas: Gestão e Governança Metropolitanas, Associativismo Territorial, Políticas Públicas, Desenvolvimento e Construcionismo Social.

Julia Silva Gonçalves, Universidade Estadual de Maringá

Mestre em Administração na Universidade Estadual de Maringá.

Downloads

Publicado

17-05-2019